Announcing: BahaiPrayers.net


More Books by AEN USA

Importância e funcionamento da Assembléia Espiritual Local
O Plano Divino Criação
Free Interfaith Software

Web - Windows - iPhone








AEN USA : Importância e funcionamento da Assembléia Espiritual Local

Importância e funcionamento da Assembléia Espiritual Local

Documento preparado pelo Comitê Nacional de Desenvolvimento Comunitário - SP

Publicação da Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá'ís do Brasil

Abril 1987

Bahá'u'lláh é o Manifestante de Deus para esta época.

Ele trouxe uma nova Mensagem de Deus para guiar toda a humanidade.

Bahá'u'lláh foi enviado por Deus para ensinar a todos os homens como construir o Reino de Deus na terra.

Ele veio para unir os povos e as nações do mundo em um reino de justiça e paz.

Não existem padres ou pastores, nem clero de qualquer espécie na Fé Bahá'í.

Onde quer que existam nove ou mais bahá'ís adultos em uma localidade, é estabelecida uma ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL, para cuidar dos assuntos da Fé Bahá'í naquela área.

A ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL é um conselho de nove bahá'ís, eleitos de acordo com o Plano de Bahá'u'lláh.

BAHÁ'U'LLÁH TROUXE O PLANO DE DEUS PARA A PAZ MUNDIAL

"O Senhor ordenou que em cada cidade fosse estabelecida uma Casa de Justiça, onde se reunissem consultores em número de Bahá (9)... Compete-lhes serem os fidedignos do Misericordioso entre os homens, e considerarem-se a si próprios guardiões designados por Deus para todos os que habitam na terra." (1)

É da maior importância que, de acordo com a determinação de BAHÁ'U'LLÁH, em cada cidade, vila ou lugarejo, onde existam nove ou mais bahá'ís, com 21 anos de idade para cima, seja estabelecida uma ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL.

EM CADA CIDADE DEVE SER FORMADA UMA ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL.

Um dos remédios eficazes que BAHÁ'U'LLÁH trouxe para este mundo enfermo, é a ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL (que no futuro será conhecida como Casa de Justiça Local). É para esta instituição divina que todos os bahá'ís devem se voltar, em busca de ajuda e orientação.

A ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL deve tornar-se o centro da comunidade bahá'í em cada local idade.

'Abdu'l-Bahá disse: "Essas Assembléias Espirituais são lâmpadas brilhantes e jardins celestiais das quais as fragrâncias da santidade se difundem sobre todas as regiões, e as luzes do conhecimento são derramadas sobre todas as coisas criadas. Delas o espírito da vida flui em todas as direções".(2)

TODAS AS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS SÃO AJUDADAS PELO ESPÍRITO SANTO.

Todas as ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS devem ser eleitas uma vez por ano, no primeiro dia do Ridván (entre o pôr do sol do dia 20 de do sol do dia 21).

Nesse dia, todos os bahá'ís da comunidade se reúnem para a eleição. Dizem orações, pedindo a Deus guia e proteção. Então, em uma atmosfera de silêncio e meditação, cada bahá'í adulto preenche seu voto, com os nomes dos 9 bahá'ís que tiver escolhido para formarem a ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL.

Shoghi Effendi escreveu: "... todo crente declarado, de vinte e um anos ou mais, longe de se manter afastado e de assumir uma atitude indiferente ou independente, deve considerar como seu dever sagrado participar conscienciosa e diligentemente na eleição... de sua própria ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL". (3)

AS ASSEMBLÉIAS ESPIRTUAIS SÃO ELEITAS TODOS OS ANOS.

A nomeação de candidatos e a realização de campanhas para as eleições, não são permitidas na Fé Bahá'í.

Qualquer bahá'í adulto (com 21 anos de idade ou mais) em uma comunidade, pode ser eleito para a Assembléia Espiritual Local.

Antes da eleição, não se fala de nomes ou personalidades entre os bahá'ís, pois isso poderia causar incompreensões e levar a diferenças entre os crentes. Nenhum bahá'í deve dizer a outro como ele deveria votar, ou tentar influenciar sua opinião.

Shoghi Effendi declara que os bahá'ís devem: "considerar, sem o mínimo traço de paixão e preconceito, e independentemente de qualquer consideração material, os nomes de somente aqueles que possam melhor combinar as necessárias qual idades de lealdade inquestionável, abnegada devoção, mente bem treinada, capacidade reconhecida e experiência madura".(4)

NÃO É PERMITIDO MENCIONAR NOMES OU INDICAÇÕES DE PESSOAS PARA SEREM VOTADAS (DESENHO)

Durante o ano inteiro cada bahá'í deve conviver com os crentes de sua comunidade e procurar conhecer um ao outro. Na eleição anual os bahá'ís se reúnem, as cédulas de votação são distribuídas e, após as orações e séria consideração, cada eleitor escreve em sua cédula os no mês dos nove bahá'ís adultos de sua escolha. Nem mais, nem menos - nove nomes. Isso é feito em votação secreta, de forma que ninguém sabe como o outro votou. As cédulas são, em seguida, recolhidas e contadas. -

Todos os bahá'ís adultos devem tomar parte na eleição de sua ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL. Se não puder comparecer à eleição anual, por qualquer razão, deve enviar seu voto através de alguém, ou pelo correio.

OS BAHÁ'ÍS VOTAM APÓS ORAREM E MEDITAREM

Quando os votos são contados, os nove bahá'ís na comunidade que receberam o maior número de votos, tornam se membros da ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL durante o período de um ano. Shoghi Effendi explica é que: "cada Assembléia eleita naquela atmosfera rarefeita de abnegação e desprendimento é, em verdade, nomeada por Deus, que seu veredicto é verdadeiramente inspirado, que todos, sem exceção, devem submeter-se à sua decisão contentes e sem reservas".(5)

Ainda mais,... "Bahá'u'lláh prometeu que em toda Assembléia onde prevalecerem a unidade e a harmonia, lá Seu glorioso espírito não só estará presente, mas haverá de animar, sustentar e guiar todos os amigos em todas as deliberações." (6)

OS NOVE COM O MAIOR NÚMERO DE VOTOS SÃO OS ELEITOS

A ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCÁL está encarregada de todos os assuntos bahá'ís dentro de uma comunidade. Isso significa que todos os assuntos que afetam a Causa naquela área devem ser tratados pela Assembléia.

'Abdu'l-Bahá declara: "Incumbe a cada um não tomar nenhuma medida sem consultar a Assembléia Espiritual, e devem, todos, certamente, obedecer de coração e alma às suas determinações, e serem submissos a ela, a fim de que as coisas sejam devidamente dispostas e ordenadas. De outro modo, cada pessoa agiria independente mente e de acordo com seu próprio juízo, seguiria seu próprio desejo e prejudicaria a Causa." (7)

A ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL ESTÁ ENCARREGADA DE TODOS OS ASSUNTOS BAHÁ'ÍS

É para a ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL que todos os bahá 'ís devem voltar-se.

É somente a Assembléia, como um todo, que pode tomar decisões para a comunidade bahá'í. Os membros da Assembléia, individualmente, não têm esse direito.

Em uma carta escrita em nome de Shoghi Effendi, é afirmado que: "existe uma distinção de importância fundamental que deveria sempre ser lembrada neste assunto, e esta é entre a Assembléia Espiritual como instituição, e as pessoas que a compõem. Estas, de modo algum, deveriam ser julgadas perfeitas, nem devem ser consideradas inerentemente superiores aos demais companheiros de Fé." (8)

A ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL, E NÃO OS INDIVÍDUOS, É QUE TOMA AS DECISÕES

BAHÁ'U'LLÁH nos ensina que quando uma ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL se reúne para consultar, o ensino da Causa de Deus deve ser considerado como o assunto mais importante para tratar. Formas e meios de ENSINAR aos novos bahá'ís, para conhecerem mais sobre a Fé, e como levar a Mensagem de BAHÁ'U'LLÁH a novas almas - devem ser os tópicos principais da consulta.

Mas a Assembléia também tem outros deveres e responsabilidades para tratar. Deve proteger a Causa dos ataques de eventuais opositores. Deve promover, amor, companheirismo e unidade entre todos os bahá'ís em sua comunidade.

Deve fazer o máximo ao seu alcance para ajudar o pobre, o doente, o incapacitado, o órfão e a viúva.

Deve, também, promover a educação das crianças e dos jovens, organizar e realizar as reuniões regulares dos bahá'ís - as Festas de Dezenove Dias e as comemorações dos Dias Sagrados, bem como outras reuniões comunitárias.

A ASSEMBLÉIA TEM MUITOS DEVERES.

Se qualquer bahá'í, tem um problema pessoal que não pode resolver por si mesmo, ou se trata-se de algum problema pessoal com outro bahá'í, - deve buscar direta mente a ajuda de sua ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL, como uma criança busca a proteção e orientação de seus pais.

Da mesma forma, se alguém sente que outro bahá'í está agindo de uma forma que possa estar prejudicando a Causa, não deve discutir isso com os outros, mas levar o assunto ao conhecimento de sua Assembléia.

Shoghi Effendi, orientou sua secretária para escrever que: "Essa instituição tem a sagrada obrigação de ajudar, aconselhar, proteger e guiar os crentes, de todas as maneiras ao seu alcance, quando lhes é solicitado de fato, foram estabelecidas justamente com o fim de manter entre os crentes a ordem, a unidade e a obediência à lei de Deus.11 (9)

A ASSEMBLÉIA MANTÉM A ORDEM, A UNIDADE E A OBEDIÊNCIA ÀS LEIS DE DEUS ENTRE OS CRENTES

Todos os problemas e disputas que surgem na comunidade bahá'í devem ser levados para a ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL para consulta e tomada de decisão.

Shoghi Effendi instruiu sua secretária para escrever que: "Qualquer pessoa pode se dirigir à Assembléia para consultar sobre um assunto, querendo ou não a outra pessoa fazer isso. Em questões que afetam a Causa, a Assembléia deve intervir se julgar necessário, mesmo que ambas as partes se oponham a isso, porque o inteiro propósito das Assembléias é proteger a Fé, as comunidades e os bahá1ís individualmente também." (10)

TODOS OS PROBLEMAS E DISPUTAS DEVEM SER LEVADOS PARA A ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL

Toda ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL deve tomar suas decisões através de CONSULTAS. Quando uma Assembléia se reúne para consu1tari cada membro presente deve livre e abertamente expressar seus pontos de vistas, sem temer o que os outros possam pensar. Mas deve fazer isso com toda a cortesia e amor, de modo a não ofender ninguém. Os membros da Assembléia devem aprender a esquecer a personalidade e superar a tendência de tomar partido e lutar para impor sua opinião.

"Os membros dessas Assemb1éias..." Shoghi Effendi nos adverte, "...de sua parte, devem desconsiderar completamente seus gostos e contra gostos, seus interesses e inclinações pessoais, e concentrar suas mentes naquelas medidas que conduzam ao bem-estar e felicidade da comunidade bahá'í e promovam o bem comum." (11)

OS MEMBROS DA ASSEMBLÉIA DEVEM ESQUECER SUAS PRÓPRIAS SIMPATIAS E ANTIPATIAS

'Abdu'l-Bahá explicou que: "Neste dia, as assembléias de consulta têm a máxima importância e são de uma necessidade vital. Obediência a elas é essencial e obrigatória. Seus membros devem consultar em conjunto de tal modo a não dar ocasião para ressentimento ou discórdia.

Isto pode ser atingido quando cada membro expressa com liberdade absoluta a sua pr6pria opinião e expõe seu argumento. Se alguém se opuser, de modo algum deverá se ofender, pois só pela ampla discussão dos assuntos poderá ser revelado o caminho certo.

A brilhante fagulha da verdade 56 aparece com o impacto das opiniões divergentes. Se, ap6s a consulta chegarem a uma decisão unânime, muito bem; mas se - Deus o proíba - ainda surgirem diferenças de opinião, a voz da maioria deve prevalecer." (12)

A CONSULTA É ESSENCIAL
Com relação à consulta, 'Abdu'l-Bahá declara:

"A primeira condição é perfeito amor e harmonia entre os membros da Assembléia. Eles devem ser totalmente livres de estranheza e manifestar em si mesmos a Unidade de Deus, pois são as ondas do mesmo mar, as gotas de um só rio, as estrelas de um só céu, os raios é do mesmo sol, as árvores de um único pomar e as flores do mesmo jardim.

Caso não existam harmonia de pensamento e absoluta unidade, esse grupo será disperso, essa Assembléia reduzir-se-á a nada." (13)

ELES DEVEM MOSTRAR AMOR E HARMONIA
'Abdu'l-Bahá continua:

"A segunda condição: Devem, ao reunir-se, volver a face ao Reino nas alturas e pedir auxílio do Reino da Glória. Devem prosseguir, então, com a maior devoção, cortesia, dignidade, carinho e moderação, expressando suas opiniões.

Em todo assunto devem buscar a verdade, e não insistir em sustentar sua própria opinião, pois a obstinação e persistência no próprio ponto de vista levarão, afinal, à discórdia e desavença, e a verdade permanecerá oculta.

Os honrados membros devem com toda liberdade expressar seus próprios pensamentos, e de modo algum e permissível menosprezar o pensamento um do outro; antes, devem com moderação expor a verdade e, se surgirem diferenças de opinião, a maioria das vozes de verá prevalecer, devendo todos obedecer e se submeter à maioria." (14)

COM ORAÇÃO E CORTESIA DEVEM BUSCAR A VERDADE

Depois da ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL ter amplamente consultado sobre um assunto, votado e tomado uma decisão, todos os membros da Assemb1~ia devem submeter-se à decisão da maioria. Todos os bahá'ís' da comunidade devem, então, com entusiasmo e sinceridade, acatar também a decisão da Assembléia.

Em uma carta escrita em nome de Shoghi Effendi, é explicado que: "A Assembléia pode errar, mas, como o Mestre frisou, se a comunidade ou o bahá'í individual não se conformam com suas decisões, o resu1tado é pior, porque solapa a própria instituição, que deve ser fortalecida a fim de sustentar os princípios e as leis da Fé. Ele nos diz que Deus corrigirá os erros eventualmente cometidos. Nisso, devemos ter confiança e obedecer nossas Assembléias". (15)

O VOTO DA MAIORIA DEVE PREVALECER.

AS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS ORAM ANTES DE CONSULTAREM

Oração para a ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL:

Deus, meu Deus! Somos servos Teus que nos voltamos a Teu Sagrado Semblante e nos desprendemos de tudo menos de Ti, neste Dia glorioso. Reunimo-nos nesta Assembléia Espiritual, com opiniões e pensamentos unidos e um único propósito: o de exaltar Tua Palavra entre o gênero humano.

Ó Senhor, nosso Deus! Faze de nós sinais da Tua orientação divina, estandartes da Tua Fé sublime entre os homens, servos do Teu poderoso Convênio, ó Tu nosso Senhor Altíssimo. Que possamos manifestar Tua Unidade, em Teu Reino de Abhá, e luzir como estrelas resp1andescentes sobre todas as regiões. -

Senhor! Ajuda-nos a sermos mares encapelados com as ondas de Tua graça maravilhosa, rios manando de Tuas alturas de glória, frutos excelentes na árvore de Tua Causa divina, arbustos movidos pelas brisas da Tua bondade em Tua vinha celestial.

Ó Deus! Faze nossas almas dependerem dos versículos da Tua Divina Unidade, e nossos corações se alegrarem com o eflúvio de Tua graça, para que nos unamos como as ondas do mesmo mar e sejamos fundidos como os raios da Tua luz esp1endorosa; e assim nossos pensamentos, opiniões e afetos se tornem uma só realidade, manifestando pelo mundo inteiro o espírito da União. Tu és o Benévolo, o Magnânimo, o Generoso, o Onipotente, o Deus de Misericórdia e Compaixão"( 16)

Em uma carta escrita em nome de Shoghi Effendi é declarado que:

"Os administradores da Fé de Deus devem ser como pastores. Deve ser seu objetivo dissipar todas as dúvidas, incompreensões e diferenças prejudiciais que possam surgir na comunidade dos bahá'ís, e isto eles conseguirão adequadamente se estiverem motivados por um verdadeiro senso de amor pelos seus irmãos na Fé, e tiverem a firme determinação de agir com justiça em todos os casos que lhes forem submetidos para consideração". (17)

A ASSEMBLÉIA DEVE AGIR COM AMOR E JUSTIÇA. (DESENHO)

Os membros de uma ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL devem ser humildes e modestos, e devem sempre manter a mente aberta e um elevado senso de justiça e dever.

Devem, dentro de sábios limites, buscar alcançar a confiança dos bahá'ís, compartilhar com eles seus planos e problemas, e buscar seus conselhos.

Shoghi Effendi escreveu, através de seu secretário, que: "As Assembléias locais devem inspirar confiança nos crentes individuais e estes, por sua vez, devem expressar sua disposição em acatar plenamente as decisões e instruções da Assembléia local. Ambos devem aprender a cooperar e a compreender que somente através dessa cooperação poderão as instituições da Causa funcionar efetiva e permanentemente.

O espírito da Causa é de cooperação mútua e não de ditadura." (18)

A ASSEMBLÉIA DEVE SERVIR A COMUNIDADE COM HUMILDADE.

Os bahá'ís devem, em qualquer comunidade, aprender a confiar em sua Assembléia e recorrer a ela para conselho e ajuda, sempre que necessário.A Assembléia, por sua vez, deve manter-se pronta e atenta, e sentir-se verdadeiramente responsável pelo bem-estar de cada bahá'í e da comunidade como um todo.

Shoghi Effendi autorizou que fosse escrito em seu nome:

"Os crentes deveriam aprender a recorrer mais freqüentemente is suas Assemb1éias, para conselho e ajuda, e com antecedência, e as Assembléias, por sua vez, deveriam agir com mais vigilância e um maior senso de responsável idade comunitária para toda situação que possa prejudicar o prestígio da Fé aos olhos do público".(19)

TODOS OS BAHÁ'ÍS DEVEM CONFIAR E OBEDECER SUA ASSEMBLÉIA

Em outra carta, escrita em nome de Shoghi Effendi, está declarado que:

"Esta Causa é uma Causa que Deus revelou à humanidade como um todo. É designada para beneficiar a. raça humana inteira, e o único modo de conseguir fazer isso· é pela reforma da vida coletiva da humanidade, bem como pelo esforço de regenerar o indivíduo. A administração bahá'í é apenas a primeira formação daquilo que no futuro virá a ser a vida social e as leis da vida coletiva.

Por enquanto, os crentes estão apenas começando a compreender e a praticá-la devidamente. Assim, pois, deve mos ter paciência se algumas vezes parece ser um pouco precisa e rígida em sua operação. É porque estamos aprendendo algo muito difícil, mas muito maravilhoso - vivermos juntos como uma comunidade de bahá'ís, de acordo com os ensinamentos gloriosos." (20)

ESTAMOS CONSTRUINDO UMA NOVA ORDEM MUNDIAL.
REFERÊNCIAS:

Todas as referências citadas são do livro "ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL LOCAL", uma compilação da Casa Universal de Justiça, publicada em português pela Editora Bahá'í do Brasil.

1. página 3
2. página 3
3. página 7
4. página 6
5. página 4
6. página 11/12
7. página 19
8. página 6
9. página 11
10. página 20
11. página 12
12. página 9
13. página 9/10
14. página 10
15. página 21
16. página 9
17. página 18
18. página 18
19. página 20
20. página 23

Table of Contents: Albanian :Arabic :Belarusian :Bulgarian :Chinese_Simplified :Chinese_Traditional :Danish :Dutch :English :French :German :Hungarian :Italian :Japanese :Korean :Latvian :Norwegian :Persian :Polish :Portuguese :Romanian :Russian :Spanish :Swedish :Turkish :Ukrainian :