Announcing: BahaiPrayers.net


More Books by AEN Brazil

Algumas Notas sobre as Provas Bahá'ís baseadas na Bíblia
Canções Bahá'ís
Desenvolvimento Sócioeconômico
Eliminando o preconceito do coração humano
Fraternidade Humana
Fé em Ação - Religião e Desenvolvimento
Guia de Estudo do Kitáb Aqdas - CONDIC
Homenagem ao Centenário da Ascenção de Bahá'u'lláh
Homenagem à Ruhíyyih Rabbani
Introdução à Fé Bahá'í
Leis, História e Administração
O Ensino Religioso nas Escolas
O que significa ser bahá'í
Os Bahá'ís e a Constituinte
Os Bahá'ís e o Muro de Berlim
Paz Mundial - Passos Decisivos
Promessas de Vitória
Subsídios Bahá'ís
Free Interfaith Software

Web - Windows - iPhone








AEN Brazil : Guia de Estudo do Kitáb Aqdas - CONDIC
Guia de Estudo do Kitáb-i-Aqdas
O LIVRO SACRATÍSSIMO
CONDIC

Comitê Nacional de Desenvolvimento Individual e Comunitário

Apresentação

Com o lançamento da edição em português do LIVRO SACRATÍSSIMO, o KITÁB-I-AQDAS, é imperativo que, individualmente e em grupos de estudo, os queridos bahá’ís do Brasil iniciem o quanto antes e mantenham ao longo do ano de 1996 um estudo sistemático do Livro sobre o qual a CASA UNIVERSAL DE JUSTIÇA destaca:

“Que os amigos de Deus lembrem-se sempre de sua exaltada posição entre os textos sagrados da Fé; reconheçam-no como o pão da vida; considerem sua posse como uma honra sagrada, como um legado precioso da Pena do Mais Elevado, como uma fonte da maior misericórdia de Deus às Suas criaturas; coloquem sua inteira confiança em suas exortações, e assim transformem suas vidas de conformidade com o padrão divino.”

Este GUIA DE ESTUDO, preparado pelo CONDIC, foi concebido didaticamente para facilitar a pesquisa dos leitores e para levá-los, num processo gradativo e completo, ao conhecimento consciente do conteúdo de todos os 190 parágrafos que compõem o Kitáb-i-Aqdas.

Conhecidos e meditados, os textos do LIVRO SACRATÍSSIMO levarão o pesquisador sincero à transformação de sua vida de conforme o padrão divino.”

Além da utilização deste GUIA DE ESTUDO, cada bahá’í deve ter seu exemplar particular do LIVRO SACRATÍSSIMO, cuja posse e utilização são vitais para qualquer estudo, individualmente ou em grupo com outros amigos bahá’ís.

Este GUIA DE ESTUDO trabalha com os 190 textos do KITÁB-I-AQDAS e com as NOTAS explicativas preparadas pelo CENTRO MUNDIAL para elucidar os textos do Livro.

O Kitáb-i-Aqdas, conforme liberado pela Casa Universal de Justiça, em edição inglesa, da qual foi feita a tradução em português, traz ainda os seguintes capítulos, que os amigos deverá ler também, independente da pesquisa e estudo através das orientações do GUIA DE ESTUDO aqui apresentado:

S. Paulo, Dezembro de 1995
o CONDIC
- - - - - -
Explicações

Este Guia de Estudo trata especificamente dos 190 parágrafos do KITÁB-I-AQDAS conforme numeração dada aos textos do LIVRO SACRATÍSSIMO pela CASA UNIVERSAL DE JUSTIÇA na edição inglesa do Livro, e mantida na edição em português.

O GUIA é apresentado como segue:

- Número do parágrafo do Kitáb-i-Aqdas: (1), (2), etc.

- Texto referencial, parcial, do parágrafo completo.

- Código com letra e número, para identificar, para fins de estudo, o seguinte:

(A) Quando Bahá’u’lláh se dirige especificamente ao ser humano como INDIVÍDUO.

(B) Quando se dirige a uma coletividade, como um todo, ou quando é genérica Sua assertiva.

Nota: Obviamente, neste caso, por extensão, cada INDIVÍDUO é também incluído.

(C) Quando o assunto é da alçada da SOCIEDADE ou de uma INSTITUIÇÃO BAHÁ’Í.

(D) Quando menciona PESSOA, LOCAL ou GRUPO HUMANO específico.

(1) Assunto VIGENTE na ATUALIDADE.

(2) Assunto a ser DEFINIDO/IMPLEMENTADO para o FUTURO.

Obs.: Para estudo integral do parágrafo, ler seu texto completo no Livro “KITÁB-I-AQDAS”.

Nota: Esta classificação não é oficial, nem faz parte do livro Kitáb-i-Aqdas. Foi feita para facilitar o estudo do Livro Sacratíssimo, em particular para o leitor detectar aqueles parágrafos que dizem respeito a si mesmo, como indivíduo.

No final deste GUIA, incluímos outras orientações de estudo e pesquisa sob um enfoque diferente. Utilizamos como base as referências da Casa Universal de Justiça no “SINOPSE E CODIFICAÇÃO DAS LEIS E DETERMINAÇÕES DO KITÁB-I-AQDAS”.

São apenas 3 áreas apresentadas, mas os queridos leitores poderão, após o estudo do AQDAS pelos guias apresentados nesta publicação, fazer outras pesquisas através das referências no SINOPSE E CODIFICAÇÃO, localizando os PARÁGRAFOS, as NOTAS, e as PERGUNTAS E RESPOSTAS no ÍNDICE REMISSIVO do KITÁB-I-AQDAS.

Como conduzir o Estudo do Kitáb-I-Aqdas de forma a melhor aproveitá-lo, entendendo-o bem e não esquecendo seu conteúdo

O princípio de aprendizado básico a ser aplicado é o da pesquisa, nos estágios:

a) aguçar a curiosidade.
b) antever o conteúdo completo.
c) ler o texto oficial.
d) meditar sobre ele...

e) ler os esclarecimentos constantes das NOTAS, conforme a numeração indicada.

f) Formular, mentalmente ou em voz alta, sua compreensão de como entendeu os textos lidos.

O estudo pode ser feito individualmente, no recesso do lar, mas de forma regular, sistemática. Um ou mais parágrafo por dia, por exemplo.

Ou, em grupo, no estilo do normalmente utilizado nas comunidades bahá’ís para ESTUDO EM GRUPO, podendo cada participante dizer como entendeu o texto lido, ou pedir esclarecimentos.

Idealmente, para que todos possam participar, cada grupo deveria ter no máximo 20 participantes.

(1) Sugestão 1:

Estudar o Kitáb-i-Aqdas, parágrafo a parágrafo, do no 1 ao 190.

= Utilizar o GUIA DE ESTUDO - completo - em anexo, para a primeira leitura.

= ler, em seguida, o parágrafo no livro KITÁB-I-AQDAS.

= ler, finalmente, o texto do NOTAS, referente ao parágrafo estudado.

= há determinados parágrafos que têm texto complementar no PERGUNTAS E

RESPOSTAS. Pesquisá-los.
(2) Sugestão 2:

Estudar o Kitáb-i-Aqdas, com os 190 parágrafos separados por áreas específicas, como segue:

(A) textos especificamente dirigidos ao ser humano, como INDIVÍDUO.

1. textos de leis e determinações já vigentes.

2. textos a serem definido/implementados para o futuro.

(B) textos genéricos ou dirigidos à uma coletividade.

1. já vigentes,
2. para o futuro.

(C) textos da alçada da sociedade ou das instituições bahá’í.

1. já vigentes
2. para o futuro.

(D) textos dirigidos especificamente a pessoa, local ou grupo humano determinado.

Temas principais tratados em cada um dos 190 parágrafos

(1) = “O primeiro dever prescrito por Deus a Seus servos...

= deveres gêmeos, inseparáveis;

= reconhecer o Mensageiro de Deus e observar todos os Seus mandamentos. A/1

(2) = “...os preceitos por Ele estabelecidos constituem os instrumentos supremos para a manutenção da ordem no mundo e a segurança de seus povos.”

= “... Nós vos ordenamos resistir aos ditames das vossas más paixões e desejos corruptos...”

= “Os que violaram o Convênio de Deus, desobedecendo-Lhe os mandamentos e voltaram-Lhe as costas... cometeram erro deplorável aos olhos de Deus...” A/1

(3) = “Ó vós povos do mundo!

“... Meus mandamentos são as lâmpadas de Minha amorosa providência entre os Meus servos,

e as chaves de Minha clemência para as Minhas criaturas.”

= “Se alguém “saboreasse a doçura das palavras que os lábios do Todo-Misericordioso decidiu pronunciar, ele renunciaria aos tesouros da terra, mesmo que os possuísse todos, a fim de vindicar a veracidade de ao menos um de Seus mandamentos...” B/1

(4) = “...De Minhas leis pode-se inalar a doce fragrância de Meu manto...”

= “Observai os Meus Mandamentos por amor à Minha beleza.” A/1

(5) = “Não penseis que Nós vos revelamos um mero código de Leis. Não, mais que isso: deslacramos o Vinho seleto com os dedos da grandeza e do poder.” B/1

(6) = “Nós vos ordenamos a Oração Obrigatória...” A/1

(7) = “Tudo o que é veio a ser através de Seu decreto irresistível.

Sempre que Minhas leis apareçam, devem ser obedecidas fielmente por todos...”

= “Feliz quem a isso se volveu, e apreendeu o significado de Seu decreto decisivo.” B/1

(8) = “Expusemos os detalhes da oração obrigatória em outra Epístola. Bem-aventurado quem observa o que lhe foi ordenado por Aquele que rege toda a humanidade.” A/1

(9) = “Pêlos de animais não vos invalidam a oração, nem nada que já não tenham espírito, como ossos e coisas semelhantes.” B/1

(10) = “Nós vos ordenamos orar e jejuar desde o início da maturidade.” A/1

(11) = Nós vos desobrigamos da prática da Oração dos Sinais.” B/1

(12) = “Ordenou-se que a oração obrigatória seja recitada individualmente.

“Com exceção da Oração de Finados, a prática da oração congregacional foi anulada. A/1

(13) = “Deus eximiu as mulheres, durante as suas regras, da oração obrigatória e do jejum.”

A/1

(14) = “Quando em viagem, caso pareis para descansar em um pouso seguro, prostrai-vos, homens ou mulheres, uma vez para cada Oração Obrigatória não proferida...”

- dizendo: “Glorificado seja Deus, o Senhor de Majestade e Poder, de Graça e Generosidade.” A/1

(15) = “Dize: Deus fez Meu amor oculto ser a chave do Tesouro, se o pudésseis perceber.” B/1

(16) = ... Ó povos do mundo! Nós vos ordenamos jejuar durante breve período, e vos destinamos ao seu término o Naw-Rúz como uma festa.”

= São mencionados os Dias Intercalares: “Ao longo desses dias, incumbe ao povo de Bahá prover festivamente alimento para Si e para os seus, e também para os pobres e necessitados...” A/1

(17) = “São essas as prescrições de Deus...”

“Abstende-vos de alimento e de bebida do nascer ao pôr-do-sol, e acautelai-vos para que o desejo não vos prive dessa graça prescrita no Livro.” A/1

(18) = “Ordena-se a cada um dos crentes... que todos os dias, após abluir as mãos e a face sente-se, e volvendo-se para Deus repita ‘Alláh’Abhá!’ noventa e cinco vezes. A/1

(19) = “Proibiu-se vos o assassino e o adultério, a maledicência e a calúnia. A/1

(20) = “Dividimos a herança em sete categorias: B/2

(21) = “Caso o falecido não deixe descendentes, as quotas que lhes caberiam reverterão para a Casa de Justiça...” B/2 - C/2

(22) = “Havendo descendentes, mas nenhuma das demais categorias de herdeiros especificadas no Livro, eles receberão dois terços do espólio e o terço restante reverterá para a Casa de Justiça”. B/2 - C/2

(23) = São especificamos as disposições da herança... “Caso não haja nenhum dos herdeiros já mencionados...” B/2 - C/2

(24) = “Se ao falecido não sobreviverem nenhum dos citados... os seus bens, na sua totalidade, reverterão para a Sede acima mencionada, de modo a ser despendido naquilo prescrito por Deus.” B/2 - C/2

(25) = “Nós destinamos a residência e as roupas pessoais do falecido à descendência masculina, não à feminina nem aos demais herdeiros.” B/2 C/2

(26) = “Se o filho do morto tiver falecido ainda durante os dias de seu pai, seus filhos, se os tiver, herdarão a Parte que caberia ao pai deles...” B/2 C/2

(27) = “Caso o falecido deixe filhos de menor idade, ...”

= alguém confiável, ou uma firma, aplicará a porção da herança que lhe cabe, no comércio ou em negócios, até que atinjam a maioridade. B/2 C/2

(28) = “A partilha dos bens deverá ocorrer somente após pagar-se o Huququ’lláh, saldarem-se eventuais débitos, cobrir-se as despesas de funeral e sepultamento...” B/2 C/2

(29) = “Dize: Este é aquele conhecimento oculto que jamais há de mudar, pois inicia-se com o nove, símbolo que representa o Nome oculto e manifesto...” B/2 C/2

(30) = “O Senhor vosso Deus ordenou que em cada cidade se estabeleça uma Casa de Justiça...” C/1

(31) = “... Edificai, em todas as terras, casas de adoração em nome d’Aquele que é o Senhor de todas as religiões.” C/2

(32) = “Deus ordenou a peregrinação à Casa sagrada àqueles de vós que puderem realizá-la.” A/2

(33) = “Ó povo de Bahá! Incumbe a casa um de vós ocupar-se com algum trabalho, sejam um ofício, um comércio ou algo semelhante.” B/1

(34) = “No Livro, proibiu se o beija-mão.” A/1

(35) = ... “Levantai-vos para servir à Causa de Deus de tal modo que vos não aflijam as preocupações e tristezas causadas pelos que desacreditaram no Alvorecer dos Sinais de Deus.” A/1

(36) = “Entre os homens há um que se senta entre as sandálias junto à porta, mas no íntimo cobiça o lugar de honra.”

... “Quem atinge o Meu amor tem direito a um trono de ouro para sentar-se com honra acima de mundo inteiro. Quem disso se priva, ainda que se sente sobre o pó, esse mesmo pó buscará refúgio em Deus, o Senhor de todas as Religiões.” B/1

(37) = “Antes de expirado um milênio completo, quem afirmar ser portador de uma Revelação direta de Deus será seguramente um impostor mentiroso.” B/2

(38) = “Não vos consterneis, ó povos do mundo, quando o sol de Minha beleza se puser e o céu de Meu tabernáculo se ocultar de vossos olhos.

“Levantai-vos para promover Minha Causa e enaltecer Minha Palavra entre os homens. Somos convosco em todos os tempos...” B/1

(39) = “Os povos do mundo estão em sono profundo. Despertassem eles de sua letargia, correriam ansioso a Deus, o Conhecedor de tudo, o Sapientíssimo.” B/1

(40) = “Dize: Não vos regozijeis nas coisas que possuis; nesta noite são vossas, amanhã, de outros.” B/1

(41) = “Entre os homens há um que se tornou orgulhoso da própria erudição e foi por isso impedido de reconhecer Meu Nome, o Absoluto.” D/1

(42) = “As dotações destinadas à caridade revertem para Deus, o Revelador dos Sinais. A ninguém é dado o direito de delas dispor sem o consentimento dAquele que é a Aurora da Revelação.” C/1

(43) = “Não vos lamenteis nas horas de provação, nem nelas vos regozijeis; buscai o Meio-Termo que e a lembrança de Mim em vossas aflições e a reflexão sobre o que vos possa advir no futuro.” A/1

(44) = “Não rapeis as vossas cabeças.” A/2

(45) = “Exílio e aprisionamento são decretados para o ladrão e, no terceiro delito, colocai-lhe uma marca na fronte, para que assim identificado não seja aceito nas cidades de Deus e em Seus países.” D/2

(46) = “Quem desejar fazer uso de utensílios de prata e de ouro está livre para fazê-lo. Guardai-vos de imergir as mãos no conteúdo de tigelas e pratos ao vos alimentardes. Adotai as maneiras mais acordes com o refinamento.”

Conservai o refinamento sob todas as circunstâncias...” B/2

(47) = “Aquele que e a Aurora da Causa de Deus não compartilha com ninguém a Infalibilidade Suprema.”...

“Deus reservou para Si mesmo essa distinção...” B/1

(48) = “A todo pai se ordenou a instrução do filho e da filha na arte de ler e escrever, e em tudo que se encontra registrado na Santa Epístola.” B/1

(49) = “Deus impôs uma multa de nove mithqáls de ouro a todo adúltero e adúltera, a ser paga a Casa de Justiça, e a ser aplicada em dobro caso repitam a ofensa.” C/2

(50) = “Acautelai-vos para que os véus da glória não vos privem das águas cristalinas desta Fonte vivificante.” A/1

(51) = “Nós vos tornamos lícito ouvir música e canto.” B/1

(52) = “Decretamos que uma terça parte de todas as multas seja destinada para a Sede da Justiça...”

“Ó vós, Homens de Justiça! Sede vós, no domínio de Deus, os pastores de Suas ovelhas e protegei-as dos lobos vorazes.” C/2

(53) = “Surgindo entre vós divergências por qualquer causa, submetei-a a Deus...”

* Que os vossos corações não se perturbem, ó povo, quando a glória de Minha presença se retirar e se aquietar o oceano de Minhas palavras.”

“Nós vos observamos de Nosso reino de glória e ajudaremos todo aquele que se levantar para o triunfo de Nossa Causa.” B/1

(54) = Rejeitai o que possuis e, nas asas do desprendimento, elevai-vos acima de tudo o que foi criado.” B/1

(55) = “Acaso sabeis de que alturas vosso Senhor... está a chamar? Se apenas o soubésseis, renunciaríeis ao mundo e de todo o coração correríeis à presença do Bem-Amado.” B/1

(56) = “As penalidades por agressão ou ferimento a outrem dependem da severidade da lesão: para cada grau o Senhor do Juízo determinou uma indenização específica.” C/2

(57) = “Em verdade, impõe-se a vós oferecer uma festa a cada mês, mesmo que sirvais somente água...” C/1

(58) = “Acautelai-vos para que os desejos da carne e de uma inclinação corrupta não provoquem divisões entre vós.” B/1

(59) = “Considerai a misericórdia de Deus e Suas dádivas. Ele vos ordena o que vos beneficiará, embora Ele próprio bem possa dispensar todas as criaturas.

= “Vossas más ações jamais Nos haverão de prejudicar, nem podem vossas boas obras Nos trazer proveito.” B/1

(60) = “Ao caçar com a ajuda de animais ou aves de rapina...

“... atentai para não caçar em excesso. Trilhai a senda da justiça e da equidade em todas as coisas.” B/2

(61) = “Deus vos ordenou mostrar bondade para com Meus parentes, mas não lhes concedeu nenhum direito às propriedades alheias.” C/2

(62) = “Se alguém intencionalmente incendeia uma casa, queimai-o também, se deliberadamente tira a vida de outrem, matai-o.” C/2

(63) = “Deus vos prescreveu o matrimônio.” B/1

(64) = “Ó povo do mundo! Não sigais às incitações do ego, pois ele vos atrai obstinadamente à perversidade e à lascívia.” B/1

(65) = “No Bayán estipulou-se que o matrimônio depende do consentimento de ambos os nubentes... “Nós ainda o condicionamos, conhecida a vontade dos pretendentes, à permissão dos respectivos pais e mães...” B/1

C/1

(66) = “Nenhum casamento se contrairá sem um dote, ...” B/C-2

(67) = “Deus ordenou que qualquer um dos Seus servos, pretendendo viajar, fixe para a esposa a data do regresso ao lar.”

Não ocorrendo a volta e não havendo justificativas para o atraso: “Incumbe a ela aguardar durante nove meses, após os quais não se lhe impedirá um novo casamento. Mas se aguardar mais tempo, Deus verdadeiramente ama as mulheres e os homens que demonstram paciência.” C/2 B/2

(68) = “Brotando ressentimento ou aversão entre marido e mulher ele não deve divorciá-la, mas aguardar com paciência durante um ano completo, para que talvez a fragrância da afeição se renove entre eles.” B/2 C/2

(69) = “Se a esposa acompanhar o marido numa viagem e no trajeto surgirem antagonismos entre eles, exige-se que ele a sustente durante um ano inteiro e leve-a de volta para o lugar de onde ela veio...” B/2 C/2

(70) = “Durante o período de espera, não caberá pensão à mulher que foi divorciada em conseqüência de comprovada infidelidade.” B/2 C/2

(71) = “Acautelai-vos para que o mundo não vos iluda assim como iludiu os que vos antecederam. Guardai as leis e preceitos de vosso Senhor e segui este Caminho que vos foi mostrado com retidão e verdade.” B/1

(72) = “É-vos proibido o tráfico de escravos, sejam homens ou mulheres.” B/C-1

(73) = “Adornai-vos a vestimenta das boas ações. Aquele cujas obras agradam a Deus pertence seguramente ao povo de Bahá, e é lembrado ante o Seu trono.” B/1

(74) = “Deus, em sinal de Sua graça por Suas criaturas, decretou que o sêmen não é impuro.” C/2

(75) = “De modo idêntico, Deus, por generosidade Sua, aboliu o conceito de “impureza” pelo qual diferentes coisas e povos foram tidos como impuros.”

“Verdadeiramente, todas as coisas criadas foram imersas no mar da purificação quando, no primeiro dia do Ridván, espargimos sobre a criação inteira os fulgores de Nossos mais sublimes Nomes e excelsos Atributos.” B/1

(76) = “Deus vos ordenou manter o maior asseio...” A/1

(77) “Deus vos desobrigou da ordem de destruir livros dada pelo Bayán. Nós vos permitimos conhecer as ciências que vos são proveitosas, não as que acabam em disputas fúteis.” B/1

(78) = “Ó reis da terra! Veio Aquele que é o Senhor soberano de todos. O Reino é de Deus, o Protetor Onipotente, O que subsiste por Si próprio.” D

(79) = “Vemos que vos regozijais com aquilo que amontoastes para os outros, enquanto que vos excluis dos mundos que nada, senão Minha Epístola preservada, pode avaliar. Os tesouros que acumulastes vos desviaram muitíssimo de vosso objetivo final.” D

(80) = “Este é o Dia em que Aquele que conversou com Deus atingiu a luz do Ancião dos Dias e sorveu as águas puras da reunião deste cálice que fez os mares transbordarem.” B/1

(81) = “Ó reis da terra! A Lei Suprema foi revelada neste Lugar, neste cenário de transcendente esplendor. Cada coisa oculta veio à luz...” D

(82) = “Sois apenas vassalos, ó reis da terra! Apareceu Aquele que é o Rei dos Reis, adornado com Sua mais maravilhosa glória, e vós convoca a Si própria.” D

(83) = “Pela retidão de Deus! Não é nosso desejo apoderar-Nos dos vossos reinos. Nossa missão é capturar os corações dos homens.” D

(84) = “Como é grande a bem-aventurança reservada ao rei que se levantar em auxílio à Minha Causa em Meu Reino, desprendido de tudo exceto de Mim!” D

(85) = “Ó Imperador da Áustria! Aquele que é o Alvorecer da luz de Deus vivia na prisão de ‘Akká quando empreendestes a visita à mesquita de Aqsá. Vós passastes por Ele, mas nem indagastes acerca dAquele por Quem toda casa é enaltecida e todo portal majestoso se abre.” D

(86) = “Diz: Ó Rei de Berlim! Daí ouvidos à vós que brada deste Templo manifesto: “Em verdade, não há outro Deus senão Eu, o Eterno, o Incomparável, o Ancião dos Dias.” D

(87) = “Nada pedimos de vós... seremos paciente assim como temos sido pacientes com o que Nos sucedeu em vossas mãos, ó assembléia de reis!” - D

(88) = “Daí ouvidos, ó Governantes da América e Presidentes das suas Repúblicas ... “Não há outro Deus além de Mim, o Imutável, o Perdoador, o Todo-Generoso.”

“Reuni vos os alquebrados com as mãos da justiça e esmagai o opressor que viceja, com o bastão dos mandamentos de vosso Senhor, o Ordenador, o Sapientíssimo.” D

(89) = “Ó povo de Constantinopla! Atentai: ouvimos entre vós o pio funesto da coruja... Em verdade, o trono da tirania em ti se estabeleceu, e a chama do ódio ateou-se em teu seio...” D

(90) = “Ó margens do Reno! Nós vos vimos cobertas de sangue... E ouvimos os lamentos de Berlim, embora hoje esteja em glória conspícua.” D

(91) = “Que nada te entristeça, ó Terra de Tá, pois Deus te escolheu como a fonte de júbilo para toda a humanidade.” D

(92) = “Regozija-te com grande júbilo porque Deus te fez ser ‘aurora de Sua luz!, pois em ti nasceu a Manifestação de Sua Glória.” D

(93) = “Em breve o estado das coisas em teu seio mudará, e as rédeas do poder cairão ns mãos do povo.” D

(94) = “Ó Terra de Khá! (Khorasán) - Agora ouvimos, provindo de ti, vozes de heróis alteadas em glorificação ao teu Senhor...” D

(95) = “Ninguém deve contender com os que exercem autoridade sobre o povo...” B/1

(96) = “Ó Vastíssimo Oceano! Esparge sobre as nações aquilo com o que te incumbiu o Soberano da Eternidade, e adorna os templos de todos os habitantes da terra com as vestes de Suas leis...” B/1

(97) = “Obtendo alguém cem mithqáls de ouro, dezenove deles pertencem a Deus e serão entregues a Ele...

“Quem age traiçoeiramente para com Deus, por justiça sofrerá traição. Mas quem lhe segue as exortações receberá uma graça do céu da generosidade de seu Senhor.” B/1

(98) = “Várias vezes, foram trazidas ante Nosso trono as súplicas dos fiéis pelas leis de Deus... Em virtude disso, Nós revelamos esta Sagrada Epístola e a adornamos com o Manto de Sua Lei, para que o povo, quiçá, observe os mandamentos do seu Senhor.” B/1

(99) = “Dize: Ó líderes da religião! Não peseis o Livro de Deus com os padrões e ciências correntes entre vós, pois o próprio Livro é a infalível Balança estabelecida entre os homens.” D

(100) = “Os olhos de Minha benevolência pranteiam por vós amargo pranto, porquanto deixaste de reconhecer Aquele a Quem tendes invocado dia e noite, nas auroras e acasos.” B/1

(101) = “Ó líderes da religião’ Qual de vós pode rivalizar Comigo em perspicácia ou visão? Onde se encontrará quem se atreva a dizer-se Meu igual em eloqüência ou sabedoria?” D

(102) = “Decretamos, ó povo, que o objetivo supremo e final de toda a erudição seja o reconhecimento daquele que é o Propósito de todo conhecimento.” B/1

(103) = “Dize: Este, verdadeiramente, é o céu no qual o Livro-Mater está entesourado...”

B/1

(104) = “Não freqüentamos nenhuma escola nem lemos quaisquer de vossas dissertações. Inclinai os ouvidos às palavras deste iletrado, com as quais Ele vos chama a Deus...” B/1

(105) = “Quem interpreta o que se fez descer do céu da Revelação e altera o seu significado evidente e, verdadeiramente, dos que deturparam o Verbo Sublime de Deus...” B/1

(106) = “Isto vos foi ordenado: aparai as unhas, banhai-vos toda semana com o corpo imerso em água, e asseai-vos com qualquer coisa que já tendes empregado.” A/2

(107) = “Proíbe-se-vos o casamento com as pessoas de vossos pais. Nós nos recusamos, por pura vergonha, a abordar o assunto dos rapazes.” A/1

(108) = “A ninguém se permite murmurar os versículos sagrados ante os olhos de todos enquanto percorre as ruas ou locais de comércio. Ao contrário, quem deseja glorificar a Deus deve ir aos locais construídos para esse fim, ou ao próprio lar.” A/1

(109) = “Ordenou-se a todos a lavratura de um testamento.” A/1

(110) = “Todas as Festividades alcançaram sua consumação nos dois Festivais Supremos e nos dois outros Festivais que caem nos dias gêmeos.” B/1

(111) = “Feliz quem adentra o primeiro dia do mês de Bahá, o dia que Deus consagrou a este Grandioso Nome...” Este dia, em verdade, e o diadema de todos os meses e a sua origem, o dia no qual o alento da vida é soprado sobre todas as coisas criadas. B/1

(112) = “Dize: Deveras, o Festival Supremo e o Rei dos Festivais.” B/1

(113) = “Quando enfermos, recorrei a médicos competentes.” A/1

(114) = “Deus anteriormente impusera a cada um dos fiéis o dever de ofertar... presentes inestimáveis escolhidos dentre os seus haveres. Agora, em sinal de Nosso generoso favor, Nós vos isentamos dessa obrigação.” A/1

(115) = “Bem-aventurado que, na hora alvorecer, com os pensamentos centrados em Deus... dirige os passos ao Mashriqu’-Adhkár...

O Mashriq’l-Adhkár é todo e qualquer prédio erigido nas cidades e vilas para a celebração de Meu louvor.” B/2

(116) = “Os que recitam os versículos do Todo-Misericordioso com a mais melodiosa entoação, descobrirão neles aquilo com o qual o domínio sobre a terra e o céu jamais se poderá comparar.” A/1

(117) = “Ó Meu povo: auxiliai os Meus servos escolhidos que se levantaram para mencionar-Me entre as Minhas criaturas e para glorificar o Meu Verbo por todo o Meu domínio.”

Vigiai: Não sigais nenhum impostor herege. B/1

(118) = “Vosso Senhor autorizou aqueles que desejam instruir-se nos diversos idiomas do mundo a fazê-lo, para que difundam a Mensagem da Causa de Deus no Oriente e no Ocidente.” B/1

(119) = “É inadmissível que o homem, tendo sido dotado de razão, consuma aquilo que lha roube. Não! Incumbe-lhe, sim, portar-se de um modo digno da condição humana...” B/1

(120) = “Adornai vossas cabeças com os lauréis da fidedignidade e da lealdade... temor a Deus... veracidade absoluta... cortesia... Esses, em verdade, são adornos dignos do templo humano.” B/1

(121) = “Quando o oceano de Minha presença tiver refluído... volvei vossas faces Àquele eleito por Deus, Aquele que brotou desta Raiz Antiga.” B/1

(122) = “Considerai a mesquinhez do juízo dos homens! Pedem o que lhes traz dano e desprezam o que lhes é proveitoso.” B/1

(123) = “Ao fim, a liberdade conduzirá à sedição, cujas chamas ninguém pode extinguir...

“O que convém ao homem é a submissão àquelas restrições que o protejam de sua própria ignorância. B/1

(124) = “Considerai os homens como um rebanho de ovelhas que necessitam de um pastor que as proteja.” B/1

(125) = “Dize: A verdadeira liberdade consiste na submissão do homem aos Meus mandamentos...

“A liberdade que vos e proveitosa só se encontra em completa servitude a Deus...” B/1

(126) = “No Bayán vos fora proibido fazer-Nos perguntas. O Senhor agora vos exime dessa proibição...” A/1

(127) = “O Livro de Deus fixou em dezenove o número de meses do ano.” C/1

(128) = “O Senhor vosso decretou que os mortos sejam sepultados em ataúdes de cristal, de pedra dura e resistente, ou de madeira de lei...” ...”e que anéis gravados sejam-lhes colocados nos dedos.” B/C-1

(129) = “Nos anéis para os homens seja esta a inscrição...” B/1

(130) = “Deus decretou, além disso, que se deve envolver o corpo do falecido em cinco sudários de seda ou de algodão. Um único sudário... é suficiente para os de pouca posses.”

B/2

(131) = “Deus revogou as restrições às viagens que haviam sido impostas no Bayán.” A/1

(132) = “Ó povos do mundo! Daí ouvidos ao chamado dAquele que é o Senhor dos Nomes, que vos proclama de Sua morada na Maior-Prisão: “Verdadeiramente não há outro Deus além de Mim...”

“Acautelai-vos! Não hesiteis em aceitar esta Causa... B/1

(133) = “Enaltecei e glorificai as duas Casas nos dias Abençoados Lugares Gêmeos, e os demais lugares onde se estabeleceu o trono de vosso Senhor...” C/2

(134) = “Estai atentos para que os assuntos e preocupações deste mundo não vos impeçam de seguir o que vos foi ordenado pelo Poderoso, o Fiel.” A/1

(135) = “Recordai então estas palavras que manaram da Pena de Meu Arauto em tributo a esta Revelação... A/1

(136) = “Tais são as palavras com as quais Meu Precursor exaltou Meu Ser, pudésseis compreender.” B/1

(137) = “Ó povo do Bayán! Temei o Mais Misericordioso e considerai o que Ele revelou em outra passagem.

“O Qiblih é, em verdade, Aquele que Deus tornará manifesto. Toda vez que Ele se mover, o Qiblih também mover-se-á, até que Ele encontre repouso.” D/1

(138) = “Que ninguém, neste Dia, se apóie em nada que não tenha sido manifestado nesta Revelação...” B/1

(139) = “Considerai agora o que foi revelado em ainda outra passagem.” D/1

(140) = “Ó povo do Bayán! Eu vos adjuro por vosso Senhor... que contempleis com os olhos da equidade essas palavras que do alto foram enviadas pelo poder da verdade...” D/1

(141) = “Pela retidão de Deus! Eu, verdadeiramente, sou Seu (do Báb) Mais Amado... B/1

(142) = “Verdadeiramente, Ele (o Báb) revelou certas leis para que nesta Dispensação a Pena do Altíssimo não se movesse senão para glorificar Sua própria Condição transcendente...” D

(143) = “Ele (o Báb) anteriormente já vos informara sobre o que diria este Alvorecer da Sabedoria divina.

Ele afirmou - e diz a verdade...” D

(144) = “Convivei com todas as religiões em amizade e concórdia para que se inale de vós a doce fragrância de Deus.” B/1

(145) = “Cuidai de não entrardes em nenhum domicílio na ausência do proprietário, exceto com sua permissão.” A/1

(146) = “Foi ordenado que purificásseis os vossos meios de subsistência e coisas similares através do pagamento do Zakát... Se for a vontade e o propósito de Deus, exporemos em breve a medida de sua taxação.” C/2

(147) = “E ilícito mendigar e proibido dar esmolas ao pedinte. Foi ordenado que todos tenham uma fonte de renda.” A/1

(148) = “No Livro de Deus proibiu-se-vos a contenda e o conflito, a agressão ao próximo e atos similares que possam entristecer os corações e as almas.” A/1

(149) = “Recitai os versículos de Deus a cada manhã e anoitecer. Quem não os recita não é fiel ao Convênio de Deus e a Seu Testamento...” A/1

(150) = “Ensinai as vossas crianças os versículos revelados do céu de majestade e poder, para que recitem as Epístolas do Todo-Misericordioso... nos recantos dos Mashriqu’l-Adhkárs. B/1

(151) = “Foi-vos ordenado renovar os móveis de vossos lares a cada dezenove anos... Ele, verdadeiramente, deseja o refinamento, tanto em vós como em tudo o que possuís.” A/1

(152) = “Lavai os pés todos os dias no verão e a cada três dias no inverno.” A/2

(153) = “Se alguém se encolerizar convosco, respondei-lhe com gentileza; se vos insultar, evitai insultá-lo em revide A/1

(154) = “Sois proibidos de subir aos púlpitos.” B/1

(155) = “O jogo de azar e o uso do ópio vos foram proibidos.” A/1

(156) = “Sempre que vos convidarem a um banquete, ou ocasião festiva, atendei com alegria e regozijo... B/1

(157) = “Vede: o “mistério da Grande Inversão no Símbolo do Soberano” tornou-se agora manifesto...” B/1

(158) = “Bem-aventurado quem percebe a fragrância dos significados interiores nos traços desta Pena...

“Dize: Por haver Ele suportado injustiça, a justiça apareceu na terra, e porque aceitou humilhação, a majestade de Deus refulgiu em meio à humanidade.” B/1

(159) = “Proibiu-se-vos o porte de armas, salvo se essencial, e permitiu-se que vestísseis seda. O Senhor, por Sua graça, poupou-vos das restrições antes impostas as roupas e ao corte da barba.” A/1

(160) = “Promovei o desenvolvimento das cidades de Deus e de Seus países e ali glorificai-O com as entoações jubilosas de Seus eleitos.

“Em verdade, o poder da língua edifica os corações dos homens, tal qual as mãos e outros instrumentos erguem casas e cidades.” B/1

(161) = “Bem-aventurado quem confessou a sua crença em Deus e em Seus sinais... “Deus fez desse reconhecimento o adorno de toda crença e o seu próprio alicerce.” B/1

(162) = “Se Ele decretar lícito o que desde tempos imemoriais fora proibido e se proibir o que sempre se considerou legítimo, a ninguém é dado o direito de Lhe questionar a autoridade.” B/1

(163) = “Quem ignora esta verdade sublime e fundamental, e não atinge esta mais elevada condição, será agitado pelos ventos da dúvida e as palavras dos infiéis lhe transtornarão a alma.” B/1

(164) = Ó Terra do Káf e do Rá (Kirmán) Verdadeiramente Nós te vemos numa condição que desagrada a Deus...

“Breve Deus levantará em teu seio homens dotados de suprema bravura, os quais glorificarão Meu Nome com uma constância tal... D

(165) = Ó congregação de doutos da religião! Quando Meus versos descerem do alto e Meus sinais claros se revelarem, Nós vos encontramos atrás dos véus.”... D

(166) = “Recordai o xeique de nome Muhammad-Hasan, que era dos mais eruditos religiosos de seu tempo. ... “ele e outros com ele rejeitaram-No, enquanto um peneirador de trigo e cevada O aceitou e ao Senhor se volveu...

Temei a Deus a e não sejais dos desatentos.” D

(167) = “Acautelai-vos para que nenhum nome vos exclua de Quem é o possuidor de todos os nomes...

“Volvei-vos a Deus e buscai Sua proteção, ó congregação de doutos, e não vos torneis véus entre Mim e Minhas criaturas.” B/1

(168) = “Nós, verdadeiramente, vemos entre vós um que toma nas mãos o Livro de Deus e dele cita provas e argumentos a fim de repudiar o seu Senhor...

“Nem as Escrituras do mundo, nem todos os livros escritos e existentes vos serão de qualquer proveito, neste Dia, se vos apartardes deste que é o Livro Vivente...” D

(169) = “Ó assembléia de doutos da religião! Guardai-vos de provocar contendas na terra, assim como fostes causa de repúdio à Fé nos seus primeiros dias. Reuni o povo em torno desta Palavra...” D

(170) = Recordai Karim, quando Nós o conclamamos a Deus como se mostrou arrogante...

Nós, em sinal da graça do Onipotente... ordenamos a ele que abraçasse a Verdade. Mas ele se recusou a vê-la até que, por ação da justiça divina, anjos da ira se apossaram dele. Verdadeiramente, disso fomos testemunha.” D

(171) = “Rompei os véus de tal modo que os habitantes do Reino ouçam o ruído.” B/1

(172) = “Certamente, nenhum outro propósito tivemos nesse reino terreno a não ser manifestar a Deus a Sua soberania...” B

(173) = “Felizes sois, ó doutos em Bahá. Por Deus! Sois os vagalhões do Mais Pujante Oceano, as estrelas do firmamento da Glória, ... ... ...

Bem-aventurado quem se volve para vós, e aí dos desatentos.” D/1

(174) = “Ó povos da terra! Quando o Pombo Místico já tiver levantado vôo... submetei tudo o que não entendais no Livro Aquele que proveio desta poderosa Estirpe.” B/1

(175) = “Ó Pena do Altíssimo! Move-te sobre a Epístola conforme ordena o Teu Senhor... e fala da vez quando Aquele que é o Manancial da Unidade Divina decidiu encaminhar-se à Escola da Unicidade Transcendente. Quiçá desse modo os puros de coração possam vislumbrar... os mistérios de Teu Senhor...” B

(176) “Ó povo do Bayán! Nós, verdadeiramente, entramos na Escola de Deus quando vós ainda dormíeis, e lemos atentamente a Epístola enquanto jazíeis em sono profundo...” D

(177) = “Acautelai-vos para não vos opor futilmente ao Todo-Poderoso e à Sua Causa, pois, eis! Ele surgiu entre vós investido de uma Revelação tão vasta que a tudo abarca, quer do passado, quer do futuro.” D/1

(178) = “Esta não é uma Causa que possa ser joguete das vossas vãs fantasias, tampouco é campo para tolos e timoratos. Por Deus, esta é a arena da perspicácia e do desprendimento, da visão e do enaltecimento...” D/1

(179) = “Acautelai-vos para que nada do que foi revelado no Bayán vos exclua de vosso Senhor, o Mais Compassivo.

“... o Bayán foi enviado com o objetivo único de celebrar o Meu louvor.” D/1

(180) = “Perguntai de Deus, vosso Senhor e de vossos antepassados, tudo o que não compreendeis no Bayán. ... Ele vos elucidará o que ali foi revelado...”

“Ele, verdadeiramente, e supremo sobre todos os nomes.” D/1

(181) = O equilíbrio do mundo foi abalado através da influência vibrante desta nova e suprema Ordem Mundial.” B

(182) = “Imergi-vos no oceano de Minhas palavras, para que possais desvendar-lhe os segredos e descobrir todas as pérolas de sabedoria que jazem ocultas em suas profundezas.”

“Guardai-vos de vacilar em vossa determinação de abraçar a verdade desta Causa A/1

(183) = “Dize: Eis a infalível Balança na Mão de Deus, na qual são pesados todos os que estão nos céus e todos os que estão na terra, e lhes é determinado o destino.

“Sede tão firmes quanto a montanha inabalável na Causa de vosso Senhor, o Poderoso, o Deus de Amor.” B/1

(184) = “Dize: Ó fonte de perversão! Abandona a tua cegueira proposital e expõe a verdade ao povo.

“Repara! Deus puniu aqueles que te fez desviar. Retorna a Deus, humilde, submisso e servil. Verdadeiramente Ele te dissipará os pecados, porquanto teu Senhor e certamente o Perdoador, o Poderoso, o Todo-Misericordioso.” B/1

(185) = “Eis o Conselho de Deus; pudesses tu atendê-lo.

Eis o favor de Deus; se o pudesse receber.” ... B/1

(186) = “Eis o Livro que se tornou a Lâmpada do Ser Eterno para o mundo e Seu Caminho reto, inalterável, entre os povos da terra.” B

(187) = “Não sobrecarregueis um animal com mais do que ele pode suportar...”

“Sede vós as personificações da justiça e da equidade em meio a toda a criação.” B/1

(188) = “Se alguém acidentalmente tirar a vida de outrem, incumbe-lhe pagar à família do falecido uma indenização...” B/1

C/1

(189) = “Ó vós parlamentares no mundo todo! Escolhei um único idioma a ser usado por todos na terra, e adotai igualmente uma escrita comum. D

(190) = “Proibiu-se-vos o fumo do ópio. Nós, em verdade, tornamos ilícita essa prática por meio de vigorosíssima interdição assentada no Livro. A/1

* Número dos parágrafos especificamente dirigidos ao

ser humano, como INDIVÍDUO:
(1) - A/1
(2) - A/1
(4) - A/1 - Ler também NOTA 1.
(6) - A/1 - Idem NOTAS 3, 4, 5, 6, 7 e 8
(8) - A/1 - Idem NOTAS 9, 10 e 11.
(10) - A/1 - Idem NOTAS 14, 15, 16 e
17.
(12) - A/1 - Idem NOTA 19.
(13) - A/1 - Idem NOTA 20.
(14) - A/1 - Idem NOTAS 21 e 22.
(14) - A/1.
(16) - A/1 - Idem NOTAS 24, 25, 26, 27,
28, 29, 30, 31.
(17) - A/1 - Idem NOTA 32.
(18) - A/1 - Idem NOTAS 33 e 34.
(19) - A/1 - Idem NOTAS 35, 36 e 37.
(32) - A/2 - Idem NOTAS 54 e 55.
(34) - A/1 - Idem NOTAS 5/ e 58.
(35) - A/1 -
(43) - A/1 -
(44) - A/2 - Idem NOTAS 68 e 69.
(50) - A/1 -
(76) - A/1 -
(106) - A/2 - Idem NOTAS 131 e 132.
(107) - A/1 - Idem NOTAS 133 e 134.
(108) - A/1 - Idem NOTA 135.
(113) - A/1 -
(114) - Idem NOTA 141.
(116) - A/1 -
(126) - A/1 -
(126) - A/1 - Idem NOTA 146.
(131) - A/1 - Idem NOTA 153.
(134) - A/1 - Idem NOTA 155.
(135) - A/1 - Idem NOTA 156.
(145) - A/1 -
(147) - A/1 - Idem NOTA 162.
(148) - A/1 - Idem NOTA 163 e 164.
(149) - A/1 - Idem NOTA 165.
(151) - A/1 - Idem NOTA 166.
(152) - A/2 - Idem NOTA 167.
(153) - A/1 -
(155) - A/1 - Idem NOTAS 169 e 170.
(159) - A/1 - Idem NOTAS 173, 174 e
175.
(182) - A/1 -
(190) - A/1 -
* Números dos parágrafos com textos genéricos ou
dirigidos a uma coletividade.
(por extensão, cada INDIVÍDUO é também incluído)
(5) - B/1 - Ler também a NOTA 2.
(7) - B/1 -
(9) - B/1 - Idem NOTA 12.
(11) - B/1 - Idem NOTA 18.
(15) - B/1 - Idem NOTA 23.
(20) - B/2 - Idem NOTAS 38, 39, 40 e
41.
(21) - B/2 - Idem NOTA 42.
(22) - B/2 - Idem NOTA 43.
(23) - B/2 -
(24) - B/2 -
(25) - B/2 - Idem NOTA 44.
(26) - B/2 -
(27) - B/2 - Idem NOTA 46.
(28) - B/2 - Idem NOTA 47.
(29) - B/2 - Idem NOTA 48.
(33) - B/1 - Idem NOTA 56.
(36) - B/1 - Idem NOTAS 59, 60 e 61.
(37) - B/2 - Idem NOTAS 62 e 63.
(38) - B/1 -
(39) - B/1 -
(40) - B/1 -
(46) - B/2 - Idem NOTAS 71, 72 e 73.
(47) - B/1 - Idem NOTA 75.
(48) - B/1 - Idem NOTA 76.
(51) - B/1 - Idem NOTA 79.
(53) - B/1 -
(54) - B/1 -
(55) - B/1 -
(58) - B/1 -
(59) - B/1 -
(60) - B/2 - Idem NOTAS 83 e 84.
(63) - B/1 - Idem NOTAS 83 e 84.
(63) - B/1 - Idem NOTAS 88, 89, 90 e
91.
(64) - B/1 -
(65) - B/1 - Idem NOTA 92.
(66) - B/2 - Idem NOTAS 93, 94 e 95
(67) - B/2 - Idem NOTAS 96, 97, 98 e
99.
(68) - B/2 - Idem NOTAS 100, 101 e
102.
(69) - B/2 -
(70) - B/2 -
(71) - B/1 -
(72) - B/1 -
(73) - B/1 -
(75) - B/1 - Idem NOTAS 106 e 107.
(77) - B/1 - Idem NOTAS 108, 109 e
110.
(80) - B/1 - Idem NOTAS 111, 112, 113
e 114.
(95) - B/1 -
(96) - B/1 -
(97) - B/1 - Idem NOTA 125.
(98) - B/1 - Idem NOTA 126.
(100) - B/1 - Idem NOTAS 127 e 128.
(102) - B/1 -
(103) - B/1 - Idem NOTA 129.
(104) - B/1 -
(105) - B/1 - Idem NOTA 130.
(110) - B/1 - Idem NOTA 138.
(111) - B/1 - Idem NOTA 139.
(112) - B/1 - Idem NOTA 140.
(115) - B/2 - Idem NOTA 142.
(117) - B/1 - Idem NOTA 143.
(118) - B/1 -
(119) - B/1 - Idem NOTA 144.
(120) - B/1 -
(121) - B/1 - Idem NOTA 145.
(122) - B/1 -
(123) - B/1 -
(124) - B/1 -
(125) - B/1 -
(128) - B/1 - Idem NOTA 149.
(129) - B/1 - Idem NOTA 150.
(130) - B/2 - Idem NOTA 151 e 152.
(136) - B/1 -
(141) - B/1 -
(144) - B/1 -
(150) - B/1 -
(154) - B/1 - Idem NOTA 168.
(156) - B/1 -
(157) - B/1 - Idem NOTA 172.
(158) - B/1 -
(160) - B/1 -
(161) - B/1 -
(162) - B/1 -
(163) - B/1 -
(167) - B/1 - Idem NOTAS 180 e 181
(171) - B/1 -
(172) - B -
(174) - B/1 - Idem NOTA 184.
(175) - B - Idem NOTAS 185 e 186.
(181) - B - Idem NOTA 189.
(183) - B/1 -
(184) - B/1 - Idem NOTAS 190, 191 e
192.
(185) - B/1 -
(186) - B -
(187) - B/1 -
(188) - B/1 -
Números dos parágrafos com textos da alçada da
SOCIEDADE como um todo, ou das
INSTITUIÇÕES BAHÁ’ÍS
(21) - C/2 - Ler também a NOTA 42.
(22) - C/2 - Idem NOTA 43.
(23) - C/2 -
(24) - C/2 -
(25) - C/2 - Idem NOTA 44.
(26) - C/2 - Idem NOTA 45.
(27) - C/2 - Idem NOTA 46.
(28) - C/2 - Idem NOTA 47.
(29) - C/2 - Idem NOTA 48.
(30) - C/1 - Idem NOTAS 49, 50, 51 e
52.
(31) - C/2 - Idem NOTA 53.
(49) - C/2 - Idem NOTAS 77 e 78.
(52) - C/2 - Idem NOTA 80.
(56) - C/2 - Idem NOTA 81.
(57) - C/1 - Idem NOTA 82.
(61) - C/2 - Idem NOTA 85.
(62) - C/2 - Idem NOTAS 86 e 87.
(65) - C/1 - Idem NOTA 92.
(66) - C/2 - Idem NOTAS 93, 94 e 95.
(67) - C/2 - Idem NOTAS 96, 97, 98 e
99.
(68) - C/2 - Idem NOTAS 100, 101 e
102.
(69) - C/2 -
(70) - C/2 -
(72) - C/1 -
(74) - C/2 - Idem NOTAS 103, 104 e
105.
(127) - C/1 - Idem NOTAS 147 e 148.
(128) - C/1 - Idem NOTA 149.
(133) - C/2 - Idem NOTA 154.
(146) - C/2 - Idem NOTA 161.
(188) - C/1 -
- - - - -

Números dos parágrafos de textos que mencionam especificamente PESSOA, LOCAL ou GRUPO HUMANO determinado

(41) - D/1 - Ler também NOTA 65.
(45) - D/2 - Idem NOTAS 70 e 71.
(78) - D -
(79) - D -
(81) - D -
(82) - D -
(83) - D -
(84) - D - Idem NOTA 115.
(85) - D -
(86) - D - Idem NOTAS 117 e 118.
(87) - D -
(88) - D -
(89) - D - Idem NOTAS 119 e 120.
(90) - D - Idem NOTA 121
(91) - D - Idem NOTA 122.
(92) - D - Idem NOTA 123.
(93) - D -
(99) - D -
(101) - D -
(137) - D/1 - Idem NOTA 143.
(139) - D/1 - Idem NOTA 158.
(140) - D/1 - Idem NOTA 159.
(142) - D -
(143) - D - Idem NOTA 160.
(164) - D - Idem NOTAS 173 e 174.
(165) - D -
(166) - D - Idem NOTAS 178 e 179.
(168) - D -
(169) - D -
(170) - D - Idem NOTA 182.
(173) - D/1 - Idem NOTA 183.
(176) - D - Idem NOTA 187.
(177) - D/1 - Idem NOTA 188.
(178) - D/1 -
(179) - D/1 -
(180) - D/1 - Idem NOTA 189.
(189) - D - Idem NOTAS 193 e 194.
PARA ESTUDAR O KITÁB-I-AQDAS
GUIA DE ESTUDO:
QUALIDADES OUTORGADAS AOS BAHÁ’ÍS: (*) I -
1. Associação
2. Caridade
3. Submissão
4. Limpeza
5. Constância
6. Contentamento
7. Cortesia
8. Desapego
9. Fidelidade
10. Perdão
(*) conforme constam do SINÓPSE E CODIFICAÇÃO.
QUALIDADES OUTORGADAS AOS BAHÁ’ÍS: - I - (*)
1. Associação:
- com outras religiões: K-144
- com os bahá’ís: n. 82 n. 95
2. Caridade:
K-42
K-16 n. 29 P/R 49
3. Submissão:
K-1 K-2 K-4 K-171
4. Limpeza:
K-74 n. 167
K-76 n. 104
5. Constância:
K-163 K-164
K-173
K-174
6. Contentamento:
K-63 K-66 n. 89
P/R 26 P/R 38
7. Cortesia:
K-120 n. 74
8. Desapego:
K-54 K-83 K-84
K-129 K-178 n. 149
9. Fidelidade:
K-7 K-97 K-120
K-149
10. Perdão:
n.58 P/R 47
- arrependimento: K-49 K-184

(*) Referências constantes do ÍNDICE do KITÁB-I-AQDAS.

PARA ESTUDAR O KITÁB-I-AQDAS
GUIA DE ESTUDO
QUALIDADES OUTORGADAS AOS BAHÁ’ÍS: (*) - II -
1. Hospitalidade
2. Humanidade
3. Justiça
4. Bondade
5. Amor
6. Conhecimento
7. Obediência
8. Paciência
9. Pureza
10. Refinamento
(*) Conforme constam do SINÓPSE E CODIFICAÇÃO.
QUALIDADES OUTORGADAS AOS BAHÁ’ÍS: - II - (*)
1. Hospitalidade: K-16 K-57 n. 29 n. 82
2. Humildade: n. 3 n.135 n.168
3. Justiça:
- nas leis bahá’ís: K-56 K-63 K-70 K-72
n.86 n.89

- exortações para observá-la: K-26 K-32 K-60 K-38 K-134 K-164 K-187

- Justiça de Deus: K-97 K-157 K-170
4. Bondade: K-61 n. 85 P/R 106
5. Amor: K-4 K-15 K-36 K-132 n. 23 n. 134
6. Conhecimento: K-138 n. 130 n. 194
- aquisição do: K-48, K-77 n. 76 n. 110

- barreira para o reconhecimento do Manifestante de Deus:

K-41 K-102 K-166-68 K-170
n. 64 n.171 n.182
7. Obediência:
- às leis de Deus: K-2 K-7 K-29 K-148
- ao governo: K-64 K-95
8. Paciência: K-87
9. Pureza:
- do coração: K-116 K-157 K-175 K-179
10. Refinamento: K-74 n. 74 n. 104
(*) Conforme citados no ÍNDICE do KITÁB-I-AQDAS
PARA ESTUDAR O KITÁB-I-AQDAS
GUIA DE ESTUDO
QUALIDADES OUTORGADAS AOS BAHÁ’ÍS: - III -
1. Lembrança de Deus
2. Respeito
3. Serviço
4. Sinceridade
5. Unidade
6. Virtude
7. Visão
8. Sabedoria
9. Confiabilidade
10. Veracidade
(*) Conforme constam do SINÓPSE E CODIFICAÇÃO
QUALIDADES OUTORGADAS AOS BAHÁ’ÍS: (*) - III -
1. Lembrança de Deus: K-40 K-43
2. Respeito:
- pelos pais: P/R 104 P/R 106
- por pessoas sábias e de realização: n. 110
3. Serviço: K-125 K-178 n.2 n.56
- exortação para levantamento: K-35 K-38
- exortação aos Reis: K-82 K-84
- promessa de ajuda divina: K-53 K-74
4. Sinceridade: K-29 K-108 n.95 P/R 106
5. Unidade:
- dos bahá’ís: K-57/58 K-65 K-70 n.82 n.95
- da humanidade: K-189 n.173 n.194
- postura de: n.22
6. Virtude: K-71
7. Visão: K-101
8. Sabedoria:
- divina: K-45 K-53 K-68 K-97 K-182

- nas leis e ensinamentos: K-29 K-33 n.86 n.89 n.20

- relacionada à maturidade da humanidade: n.194
9. Confiabilidade: K-120 P/R 106 n. 46
10. Veracidade: K-120 P/R 106
(*) Conforme constam do ÍNDICE do KITAB-I-AQDAS.
PARA ESTUDAR O KITÁB-I-AQDAS
GUIA DE ESTUDO
ALGUMAS PROIBIÇÕES: - I - (*)
1. Interpretação dos Escritos Sagrados.
2. Ascetismo.
3. Monasticismo.
4. Clero.
5. Uso de púlpitos.
6. Beijar as mãos.
7. Confissão dos pecados.

8. Entrar na casa de uma pessoa sem seu consentimento.

9. Crueldade com os animais.
10. Rapar a cabeça.
(*) Conforme constam do SINÓPSE E CODIFICAÇÃO.
ALGUMAS PROIBIÇÕES: - I - (*)

1. Interpretação dos Textos Sagrados: K-105 K-167/168 n. 80

- direito de ‘Abdu’l-Bahá: K-174 n.130 n.184
- idem, de Shoghi Effendi: n.130
2. Ascetismo: K-36 n.61
3. Monasticismo: K-36 n. 61
4. Clero/Sacerdócio: K-8 n.158 n.61 n.135 n.175
5. Uso de púlpitos: K-154 n.168
6. Beijar as mãos: K-34 n. 57
7. Confissão dos pecados: K-34 n. 58.

8. Entrar na casa de uma pessoa sem seu consentimento: K-145

9. Crueldade com os animais: K-187
10. Rapar a cabeça: K-44 n. 68 P/R - 10.

(*) Referências constantes do ÍNDICE do livro KITÁB-I-AQDAS.

PARA ESTUDAR O KITÁB-I-AQDAS
GUIA DE ESTUDO
ALGUMAS PROIBIÇÕES: - II - (*)
1. Tráfego de escravos.
2. Murmuração dos versículos sagrados na rua.
3. Mergulhar a mão em alimentos.
4. Contenda e conflito.
5. Bater ou ferir uma pessoa.
6. Ociosidade e indolência.
7. Oração congressional exceto para os mortos.
8. Ópio.
9. Pluralidade de esposas
10. Jogo de azar.
(*) Conforme constam da SINÓPSE E CODIFICAÇÃO
ALGUMAS PROIBIÇÕES: - II - (*)
1. Tráfico de escravos: K-72

2. Murmuração dos versículos sagrados na rua: K-108 n.135

3. Mergulhar as mãos em alimentos: K-46 n. 73

4. Contenda e conflito: K-73 K-148 n. 173 K-77 K-177

5. Bater ou ferir uma pessoa: K-148
6. Ociosidade e indolência: K-33 n. 56

7. Oração congressional exceto para os mortos: K-12 n. 10 n. 19

8. Ópio: K-155 K-190 n. 170
9. Pluralidade de esposas/Monogamia: K-63 n. 89
10. Jogos de azar: K-155 n. 169

(*) Referências constantes do ÍNDICE, do KITÁB-I-AQDAS.

PARA ESTUDAR O KITÁB-I-AQDAS
GUIA DE ESTUDO
TEMAS ESPECIAIS: - I -
1. Absolvição dos pecados
2. Adultério
3. Álcool
4. Bigamia
5. Calúnia e Falatório
6. Cabelo
7. Crime/Assassinato/Incêndio
8. Drogas
9. Fumar
10. Relações Homossexuais
(*) Temas constantes do ÍNDICE do KITÁB-I-AQDAS.
TEMAS ESPECIAIS: - I -
1. Absolvição dos pecados: K-34 nota (n) 158
2. Adultério: proibição e punição:
K-19 n. 36
K-49 n. 77
P/R (Perguntas/Respostas) 49
3. Álcool:
K-119 n. 144 e 170 - P/R 23
3a. como símbolo (Vinho):
K-4 K-5 K-150 K-173 n.2
4. Bigamia: K-63 n. 89 P/R 30
5. Calúnia e Falatório: K-19 n. 37 K-17 n. 37
6. Cabelo: K-44 n. 68 e 69 P/R 10
7. Crimes: Assassinato/incêndio:
K-62 n. 86 e 87
K-188 n. 35
8. Drogas: K-185 no. 170
9. Fumar: K-17 n. 32
10. Relações homossexuais:
K.107 n. 134

(*) Referências constante do ÍNDICE do KITÁB-I-AQDAS.

PARA ESTUDAR O KITÁB-I-AQDAS
GUIA DE ESTUDO
TEMAS ESPECIAIS: - II - (*)

1. Mulher, elegibilidade para as instituições da Fé

2. Virgindade
3. Adultério
4. Conhecimento esotérico
5. Armas
6. Mendicância
7. Trabalho
8. Mundos espirituais
9. Guerra
10. Jejum
(*) Temas constantes do ÍNDICE do KITÁB-I-AQDAS.
TEMAS ESPECIAIS: - II -

1. Mulher, elegibilidade para as instituições da Fé: n. 80

2. Virgindade:
- consentimento dos pais no casamento: P/R 13
- dote: P/R 47
3. Adultério:
- proibição: K-19 n. 36
- punição: K-49 n. 77 P/R 49
4. Conhecimento esotérico: K-36 n. 60
5. Armas: K-159 P/R 24 n. 83 n. 173
6. Mendicância: K-33 K-147 n. 56 n. 162
7. Trabalho:
- grau de adoração: K-33 n. 56
- obrigatoriedade: K-33 n. 56 n. 162
8. Mundos espirituais: K-79 K-166 K-77
- Grande e Pequeno: K-55 n. 23
9. Guerra: K-159 n. 173
- santa: n. 173 n. 174
10. Jejum: K-10, X-16, K-17 n. 25, n.32
(*) Referências constantes no ÍNDICE.
Índice
Página

Apresentação ......................................................................................................... 3

Explicações ........................................................................................................... 5

Como conduzir o estudo do Kitáb-i-Aqdas .......................................................... 7

Temas principais tratados em cada um dos 190 parágrafos ................................. 9

(A) Números dos parágrafos especificamente dirigidos ao ser humano,

como INDIVÍDUO .............................................................................................. 39

(B) Números dos parágrafos com textos genéricos ou dirigidos

a uma coletividade ............................................................................................... 40

(C) Números dos parágrafos com textos da alçada da SOCIEDADE ou

das INSTITUIÇÕES BAHÁ’ÍS ........................................................................... 42

(D) Números dos parágrafos de textos que mencionam especificamente:

PESSOA, LOCAL ou GRUPO HUMANO determinado .................................... 43

Referências do SINOPSE e CODIFICAÇÃO:

Qualidades outorgadas aos bahá’ís ...................................................................... 44

Algumas proibições ............................................................................................. 50

Temas especiais ................................................................................................... 54


Table of Contents: Albanian :Arabic :Belarusian :Bulgarian :Chinese_Simplified :Chinese_Traditional :Danish :Dutch :English :French :German :Hungarian :Italian :Japanese :Korean :Latvian :Norwegian :Persian :Polish :Portuguese :Romanian :Russian :Spanish :Swedish :Turkish :Ukrainian :