Announcing: BahaiPrayers.net


More Books by AEN Brazil

Algumas Notas sobre as Provas Bahá'ís baseadas na Bíblia
Canções Bahá'ís
Desenvolvimento Sócioeconômico
Eliminando o preconceito do coração humano
Fraternidade Humana
Fé em Ação - Religião e Desenvolvimento
Guia de Estudo do Kitáb Aqdas - CONDIC
Homenagem ao Centenário da Ascenção de Bahá'u'lláh
Homenagem à Ruhíyyih Rabbani
Introdução à Fé Bahá'í
Leis, História e Administração
O Ensino Religioso nas Escolas
O que significa ser bahá'í
Os Bahá'ís e a Constituinte
Os Bahá'ís e o Muro de Berlim
Paz Mundial - Passos Decisivos
Promessas de Vitória
Subsídios Bahá'ís
Free Interfaith Software

Web - Windows - iPhone








AEN Brazil : Algumas Notas sobre as Provas Bahá'ís baseadas na Bíblia

ALGUMAS NOTAS SOBRE AS PROVAS BAHÁ'ÍS BASEADAS NA BÍBLIA

Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá'ís do Brasil

"VINDE, BENDITOS DE MEU PAI, HERDAI O REINO QUE VOS ESTÁ PREPARADO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO." (Mateus, 25:34)

1. Quando estudarmos a Bíblia, devemos:

a) usar nossa razão (II Tessalonicenses 5:20-21; I Pedro 1:13 e 3:15; Isaías1:18 e 41:21; Atos 17:2; II Timóteo 1:6-7).

b) interpretar a Bíblia espiritualmente, não literalmente (II Coríntios 3:6).

2. Cristo repetidamente disse que Ele viria outra vez no tempo do fim. Disse aos Seus seguidores para esperar e orar, para preparar e vigiar Sua segunda vinda. Certos sinais foram dados na Bíblia para aquele Grande Dia. Estudemos estes sinais e não façamos o mesmo erro, como o dos judeus em não discernir os sinais dos tempos na Sua primeira vinda (Mateus, 16:3).

3. Um dos sinais de Sua segunda vinda é a iniqüidade predominante no mundo (II Timóteo, 3:1-7). Não está a iniqüidade predominando no mundo? Onde, então, está Cristo? Esqueceu Ele Sua promessa?

4. Outro sinal de Sua vinda é a pregação do Evangelho do mundo (Mateus, 24:14). O Evangelho já foi levado a todas nações. Onde está Cristo? Teria Ele esquecido Sua promessa?

5. Um terceiro sinal é o estabelecimento dos judeus na Palestina (Israel): (Isaías, 11:11-12; Jeremias, 23:3-8; Amós, 9:14-15; Ezequiel 37:21-23;. Lucas, 21 :24 e 27; Atos, 1 :6-7; Romanos, 11 :25-27). Este sinal também já foi realizado, pois os judeus estão reunidos e estabelecidos em Israel. Onde está Cristo, então?

6. Um quarto sinal é o progresso material, aumento no conhecimento, muitas viagens e desenvolvimento científico (Daniel, 12:4, Naum, 2:4 (carros); Jeremias, 4:13 (aeroplanos). Estes também foram realizados. Se este é o tempo do fim, onde está Cristo?

7. A única resposta para tudo isso é que Cristo já deve ter. vindo. Por que todos não sabem disto? ~ porque Ele mesmo disse que viria como um ladrão (I Tessalonicenses, 5:2; Lucas, 12:35-40; Revelação, 3:3).

Também disse que viria quando a humanidade estivesse desprevenida (não sabendo) (Mateus, 24:36-39 e 42). Note que não só viria como um ladrão, isto é, inesperadamente, mas Ele também agiria como um ladrão ("casa minada"): (Mateus, 24:43-44).

8. O conceito corrente da vinda de Cristo do céu, como céu físico, e que todos os olhos fisicamente O verão, deve ser compreendido espiritualmente, não literalmente. A terra é redonda e gira e, portanto, o céu é mutável. Ademais, Cristo disse que Ele também veio a primeira vez do céu, embora tivesse nascido de Maria (João, 6:38). Por "todos os olhos O verão", a percepção espiritual é o significado. (eles têm olhos mas não vêem). Temos aqui a certeza que na Sua Segunda vinda o mundo O aceitará.

9. Estudemos agora a parábola dos vinhateiros (Lucas, 20:9-16). Os símbolos são os seguintes: o Senhor da Vinha é o Pai; Seu Filho é o Cristo; os Servos são os Profetas antes de Cristo; os Agricultores são os líderes religiosos e a Vinha, a Terra.

10. A parábola acima indica que depois do "amado Filho", o "Senhor" ou "Pai" virá. Este ponto é mais adiante confirmado por Mateus, 16:27 e 23:39. Por isso o Segundo Advento é o retorno de Cristo, não como "Filho", mas "na glória do Pai". - "a Glória de Deus". O nome "Bahá'u'lláh" - o fundador da Fé Bahá'í, significa "Glória de Deus".

11. Tal retorno espiritual é melhor ilustrado no retorno do Profeta Elias na pessoa de João Batista (Mateus, 17:10-13). João Batista não foi o retorno de Elias na carne, mas foi a volta do espírito de Elias, Aprendamos desta lição de Cristo para compreendermos Seu próprio retorno e não repetirmos o erro dos judeus.

12. Em Atos 1:11 lemos: "Esse Jesus, que dentro vós foi recebido em cima do céu, há de vir assim como para o céu o viste ir". A ascensão de Cristo para o céu de Sua volta torna-se clara somente quando lemos em João 3:13: "Ora ninguém subiu ao céu senão o que desceu no céu". O corpo de Cristo não veio do céu, mas foi nato de Maria. Foi seu Espírito que desceu dos céus, subiu aos céus e que terá Sua segunda volta.

13. Que o retorno de Cristo seria através do nascimento normal é mais adiante confirmado pelas repetidas advertências de Cristo sobre os falsos profetas. Se o verdadeiro Cristo vier de um modo diferente dos outros homens, porque Jesus advertiu acerca dos falsos profetas?

14. Há inda uma indicação adicional que o Cristo prometido do tempo do fim deveria nascer (Isaías, 9:6-7). A Igreja Cristã interpreta este "menino" prometido na profecia de Isaías como sendo Jesus. Como poderia este "menino" a nascer ser "Cristo", em Sua primeira vinda,quando Ele negou ser o "Deus Altíssimo", quando ele chamou-se a Si mesmo "O Filho de Deus" (João, 5:18-47); negou ser o "Pai" quando disse: "Meu Pai é maior do que Eu" (João, 14:28); negou ser o "Príncipe da Paz" quando disse: "Não vim trazer paz, mas espada" (Mateus, 10:34); e negou Ele suportar "o governo sobre Seus ombros" quando disse: "Meu Reino não é deste mundo" (João 18:36). Esta profecia de Isaías não se refere a nenhuma outra, mas à Vinda de Cristo ao Segundo Advento, como O acha revelado na "Glória de Deus", Bahá'u'lláh.

15. Há outro ponto na parábola da vinha referida acima, isto é, que o mundo (a vinha) não será destruído. Entretanto, hoje o conceito corrente dos fiéis da Igreja é que, pela queda das estrelas, o mundo será destruído. Estrelas são estrelas espirituais. Elas são os líderes espirituais e igrejas (Revelação, 1:20). Sua queda é a sua queda espiritual, a sua perda de luz espiritual, da força e da popularidade que hoje vemos

16. Há outro ponto de interesse na parábola da vinha. "Os agricultores" (Padres e Líderes) serão destruídos pelo Senhor Prometido, tirando deles a responsabilidade da vinha e dando-a a "outros". Isto foi realizado por Bahá'u'lláh abolindo a instituição do sacerdócio e do clero, e, dando autoridade, em seu lugar, a assembléias e corpos eleitos pelo povo e do povo mesmo em cada localidade.

17. Em II Pedro 3:7-8 lemos que o Dia do Julgamento poderia ser mesmo um milhar de anos. A palavra "dia" não significa exatamente 24 horas, mas um período de tempo. Por exemplo, Cristo disse: "Abraão exultou por ver o meu dia" (João, 8:56). Os eventos associados com o dia do julgamento, portanto, não somente ocorrerão espiritualmente,mas também gradualmente.

18. Neste dia, disseram-nos, o sol perderá sua luz. Luz e trevas são espirituais, não físicas (João, 8:12; II Coríntios, 4:6). Trevas, portanto, seriam a iniqüidade e a descrença, como hoje vemos e testemunhamos ao redor de nós.

19. Há confusão no que as igrejas ensinam sobre a ressurreição, que terá lugar no Dia do Julgamento, quando Cristo retomar, e a ressurreição individual, de cada pessoa, após sua morte que é a nossa vida no próximo mundo.

20. Tomemos a ressurreição individual. Esta será de natureza espiritual, não física: (I Coríntios, 15:36-44). Ocorrerá imediatamente após a morte (I Coríntios, 15:50-52 e Lucas 23:39-43) Note a palavra "hoje". Nossa vida neste mundo é como a vida do embrião no ventre materno. Como nossa vida embrionária é uma preparação para esta vida, assim é a vida a preparação para a próxima.

21. Pelo que diz respeito aos mortos levantarem-se na época do Retorno de Cristo, isto significa que o povo na época de Seu retorno passaria da descrença, que é uma morte espiritual, à fé, que é a vida espiritual (Mateus, 8:21-22; João, 5:24).

22. Algumas igrejas ensinam mesmo que todo morto se levantará fisicamente no Dia do Julgamento. A razão prova ser isto uma inverdade.

23. A significação das profecias e dos mistérios da Bíblia estarão seladas até o tempo do fim (Isaías, 29:10-12); Daniel, 12:4 e 9; I Coríntios, 4:5. Como podem as igrejas hoje, enquanto ensinam que o tempo do fim não veio, ainda afirmar que elas descobriram e conhecem os verdadeiros significados da Bíblia?

24. Um novo nome foi também prometido (Isaías, 62:2 e 65:15; Revelação, 3:12). Em Zacarias 14:9 lemos: "Naquele dia um será o Senhor e um será o Seu nome". Este nome é Bahá'í. É o mesmo em todas as línguas e assim o é também o nome de Bahá'u'lláh.

PONTOS ADICIONAIS RELACIONADOS A HISTÓRIA BAHÁ'Í

1. A Fé Bahá'í começou na Pérsia. Seu Fundador, Bahá'u'lláh e Seu Arauto, o Báb (que significa Porta), eram ambos persas. Em Jeremias 49:38 lemos que o trono de Deus seria estabelecido no "Elam". Elam é o nome antigo da Pérsia, hoje Irã.

2. Deus predisse a Abraão que a sucessão profética ocorreria através dele (Gênesis, 12: 1-3) Bahá'u'lláh descende de Abraão por sua mulher Cetura, desta forma cumprindo a profecia de que através de Abraão seriam abençoadas todas as famílias da Terra.

3. A Fé Bahá'í começou no ano de 1844.

a) A pregação do Evangelho a todas as nações, um dos sinais do tempo do fim, foi completada em 1844. A última região a recebê-la foi a África Oriental.

b) O falecido Arquidiácono de Clonfert, George Townshend escreveu: "A exclusão rigorosa dos judeus de sua própria terra... foi por fim afrouxada pelo Édito da Tolerância" Este documento Townshend assinala, foi editado pelas autoridades, os Turcos Otomanos no ano de 1844. O estabelecimento dos judeus em Israel foi outro sinal dos tempos.

c) O telégrafo elétrico Morse, um símbolo do progresso e unidade no nosso mundo, foi descoberto em 1844. Outro sinal dos tempos!

d) Em Mateus 24:15, Cristo refere-se a Daniel para a data do tempo do fim. Em Daniel 8:13-14 somos convidados a contar 2300 dias (que significam anos - um dia por ano - veja Números, 14: 34 e Ezequiel, 4:6) da data da reconstrução de Jerusalém, que foi em 456 a.C. (Veja Esdras, 7) A data que temos pe outra vez 1844!

4. Bahá'u'lláh, não de Sua própria vontade, mas como um exilado e prisioneiro, foi banido por seus inimigos para Akká, Palestina (Israel).

As seguintes profecias tornam-se então verdades: Isaías, 59:20, também, 2:2-3; Ezequiel, 43: 1-2 e 4-5 também, Zacarias, 2:10; e, especificamente em relação a Akká (Achor), Isaías, 65:10; Oséas, 2:15.

COMO DISTINGUIR OS FALSOS PROFETAS DOS VERDADEIROS

1. Algumas igrejas ensinam que, por causa advertências de Cristo de que os falsos profetas podem enganar, não se deve dar ouvidos mesmo a qualquer reivindicação e recusar investigar. Citam, por exemplo: "E dir-vos-ão (referindo à volta de Cristo): 'Ei-lo aqui; ou, Ei-lo ali'.Não vades e não os sinais." (Lucas, 17:23). Tal interpretação estaria errada porque iria contradizer outro sagrado mandamento de Cristo para orar e "vigiar". Sua vinda. Outrossim, o versículo citado acima o está somente parcialmente. Continua deste modo:

"Por como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até a outra extremidade, assim será o Filho do homem no seu dia". (Lucas, 17:24). Portanto, o versículo no seu inteiro contexto revela que a Palavra Verdadeira do Cristo Verdadeiro não é uma reivindicação vazia, mas é como um relâmpago que se espalha do Leste para o Oeste. Reivindicações vazias devem naturalmente ser menosprezadas. Isto é ainda confirmado pelo outro versículo de Mateus, 7:19: "Toda árvore (profeta) que não dá bom fruto, corta-se e lança-se ao fogo." Isto significa que a Fé dos falsos profetas não pode se espalhar ou prosperar.

A Fé Bahá'í tem 130 anos de idade; está estabelecida em mais de 70 mil localidades, em 260 paises do mundo. Se fosse falsa, Deus a teria cortado há muito tempo!

2. Em Mateus, 7:15-20, fala-se que os falsos profetas podem ser distinguidos dos verdadeiros por "seus frutos". Um estudo da vida de Bahá'u'lláh, Seus ensinamentos éticos e sociais, a influência para o bem que Ele teve sobre os corações dos homens, a comunidade mundial construída em Seu nome, unida harmonicamente como uma família, livres de todos os preconceitos raciais, religiosos e de classe... revelarão a qualquer inquiridor os frutos de Bahá'u'lláh.

3. No Deuteronômio 18:21-22 lemos que outro critério do Mensageiro Verdadeiro de Deus é que Suas profecias cumprir-se-ão. Um estudo da história Bahá'í revelará como todas Suas profecias aos governadores e reis do mundo e todas Suas advertências a eles se tornaram verdadeiras.

REVELAÇÃO PROGRESSIVA

Os ensinamentos divinos são de duas espécies: espirituais e sociais. Os ensinamentos espirituais constituem a parte essencial da religião. Eles tratam das verdades espirituais, tais como a existência de Deus, Sua unidade, seu poder, etc., assim como dos ensinamentos morais e éticos da conduta. Estes ensinamentos são eternos, imutáveis e perenes. É a esta parte da religião de Deus que o Salmista se refere quando diz: "O conselho do Senhor permanece para sempre, os intentos do seu coração de geração em geração." (Salmos, 33:11). Foi a esta parte da religião mosaica que Cristo se referia quando disse: "Não cuideis que vim destruir a lei o'u os profetas; não vim ab-rogar, mas cumprir." (Mateus, 5:17). Foi, outra vez, a esta parte da religião eterna de Deus que Ele se referia quando, na antecipação do futuro, Ele disse: "Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar." (Lucas, 21 :33).

A segunda parte dos ensinamentos divinos tem aspecto social ou material. Trata de assuntos tais como casamento, divórcio, herança, vida comunitária, da semana e do seu dia de descanso, leis punitivas, alimentos proibidos, etc. Estas leis sociais, ainda que divinamente ordenadas, são mutáveis. Foram adaptadas pelos Mensageiros Divinos para as necessidades e condições de cada Era. Por exemplo: Abraão, Profeta de Deus, em Sua Era (Gênesis, 20:7) permitia o casamento de um homem com sua meio-irmã, a filha de seu pai, como,foi registrado 'no Gênesis 20:12. As condições no .tempo de, Moisés, entretanto, tinham mudado.

Pela autoridade divina, ele revogou a lei acima, como era permitida por Abraão, assim registrada no Levítico 18:9. Desta maneira vimos como Moisés permitiu o divórcio (Deut. 2'4:1), mas Jesus condenou-o (Marcos, 10:4 e 9). Do mesmo modo vemos Moisés instituindo e acentuando o Sábado (Êxodo, 31 :16-17), mas Jesus ensinando uma atitude mais liberal sobre isso (Lucas, 6:1-9), ao ponto que Ele o estava quebrando (João, 5:18). Cada Manifestação sucessiva de Deus confirma e amplifica os ensinamentos espirituais da Manifestação precedente para torná-los adaptados à capacidade crescente do homem. Também muda, com a autoridade ,divina, as leis sociais, adaptando-as às necessidades mutáveis dos tempos. Por isso é que Cristo ensinou: "Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas quando vier aquele Espírito de Verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque ele não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o. que há de vir." (João, 16:13-13). O Espírito da Verdade é Bahá'u'lláh. Jesus não podia ensinar àqueles ao. redor de Si os princípios da Ordem Mundial, pois o mundo todo não tinha mesmo ainda sido descoberto. A unidade mundial não foi possível nas eras passadas, mas é possível agora.

OUTROS ENSINAMENTOS DA NOVA ERA COMO PROMETIDO

A unidade da humanidade: Isaías, 11 :6-9; Miquéias, 4:2-3.

Paz mundial: Isaías, 2:4; Miquéias, 4:4-5, Isaías, 15:1-2; Joel, 3:18.

Unidade de religião: Zacarias, 14:9 (... um será o Senhor.) Habacuc, 2:14 (a terra se encherá de conhecimento...)

Linguagem Universal: Sofonias, 3:9.
Batismo:
BATISMO E COMUNHÃO

O Batismo, como a circuncisão na lei de Moisés, é um símbolo físico e parte do lado mutável da Religião de Deus. Como a circuncisão foi substituída pelo Evangelho (Atos, 15; Gal., 5:2), assim o é o batismo físico pela água, substituído pela Fé em Deus neste Dia. Como a circuncisão foi para ser recebida "no espírito" (Fil, 3:3), assim o batismo hoje é para ser recebido no espírito, através do reconhecimento de Bahá'u'lláh e declaração de fé Nele.

É interessante que Mateus 28:19 e Marcos 16:16 indicam que o batismo é possível somente se a pessoa é ensinada e acredita, portanto ela deve ser adulta, e, que Maria Madalena não foi batizada (Lucas, 7:50), nem o bom ladrão foi batizado (Lucas, 23:39-43), sendo ainda ambos salvos. A água física não salva.

Comunhão: Em Mateus 26:26-29 lemos que a Comunhão estabelecida por Cristo duraria somente até Seu retorno no seu "Reino do Pai". Os Bahá'ís acreditam firmemente que Ele agora voltou. A "nova bebida" que Ele prometeu é a mesma "bebida espiritual" de I Coríntios, 10:4. Simboliza os sagrados ensinamentos de Deus para este Dia.

DAS ESCRITURAS DE BAHÁ'U'LLÁH

"Seguidores do Evangelho, 'vede como as portas dos céus estão escancaradas. Aquele que a ele ascendeu está agora vindo. Dai ouvidos à Sua Voz, chamando em voz alta sobre a terra e o mar, anunciando a toda a humanidade o advento desta Revelação - uma Revelação através da qual a Língua da Grandeza está agora proclamando: 'Eis, a sagrada Promessa foi cumprida, pois Ele, o Prometido. veio'. A voz do Filho do homem está chamando em voz alta do vale sagrado': 'Eis-Me aqui, Eis-Me aqui, Ó Deus, Meu Deus'... enquanto do Arbusto parte o grito: 'Eis, o Desejo do mundo tornou-se manifesto na Sua glória transcendente!' O Pai veio. Aquilo que vos foi prometido no Reino de Deus está cumprido. Esta é a Palavra que o Filho velou quando Ele disse àqueles ao redor de si que naquele tempo eles não poderiam suportá-la... Verdadeiramente o Espírito da Verdade veio para guiar-vos para toda verdade... Ele é O que glorificará o Filho e exaltará Sua Causa..." "O Confortador cujo advento todas as escrituras prometeram veio agora para que possa revelar para vós todo o conhecimento e sabedoria. Procurai-O sobre a superfície da terra inteira, talvez possais encontrá-Lo."


Table of Contents: Albanian :Arabic :Belarusian :Bulgarian :Chinese_Simplified :Chinese_Traditional :Danish :Dutch :English :French :German :Hungarian :Italian :Japanese :Korean :Latvian :Norwegian :Persian :Polish :Portuguese :Romanian :Russian :Spanish :Swedish :Turkish :Ukrainian :