Announcing: BahaiPrayers.net


More Books by Ridvan

Ridvan 121 1964
Ridvan 134 1977
Ridvan 137 1980
Ridvan 138 1981
Ridvan 139 1982
Ridvan 140 1983
Ridvan 141 1984
Ridvan 143 1986
Ridvan 144 1987
Ridvan 145 1988
Ridvan 146 1989
Ridvan 147 1990
Ridvan 148 1991
Ridvan 149 1992
Ridvan 150 1993
Ridvan 151 1994
Ridvan 152 1995
Ridvan 153 1996
Ridvan 153-I 1996
Ridvan 154 1997
Ridvan 155 1998
Ridvan 156 1999
Ridvan 157 2000
Ridvan 158 2001
Ridvan 159 2002
Ridvan 160 2003
Ridvan 161 2004
Ridvan 162 2005
Ridvan 163 2006
Ridvan 164 2007
Ridvan 165 2008
Ridvan 166 2009
Ridvan 167 2010
Ridvan 168 2011
Ridvan 169 2012
Ridvan 170 2013
Free Interfaith Software

Web - Windows - iPhone








Ridvan : Ridvan 160 2003

À medida que o Plano de 5 Anos entra no seu terceiro ano, vai ganhando ímpeto: o registo das realizações durante o ano acabou por superar muito o dos prévios doze meses. O impulso deste ímpeto deve tanto ao aumento de coerência alcançado pelos elementos constituintes do Plano como ao efeito animador do espírito de desassossego que domina o planeta.

As circunstâncias que rodeiam o início deste novo ano administrativo são simultaneamente críticas, desafiadoras e extraordinariamente significativas. Todo o ano transacto foi agitado por uma sucessão de crises que culminaram com a erupção da guerra no Médio Oriente. As implicações não são menos significativas para o progresso da comunidade do Maior Nome que para a evolução de uma sociedade cada vez mais global nas dores duma transição turbulenta. Por necessidade, nem o tempo, a grandeza ou tendências desta dimensão eram previsíveis. Quão veloz aconteceu a actual mudança na corrente das condições do mundo! No conflito resultante, envolvendo tão visivelmente os países nos quais os primórdios da história da Causa tomou forma, traz-nos à memória a advertência de Bahá’u’lláh de que “o equilíbrio mundial foi perturbado devido à influência vibrante desta maior, desta nova Ordem Mundial”. É particularmente digno de registo que os acontecimentos desta crise afectem directamente um território com um legado Bahá’í tão rico como o do Iraque.

As rupturas provocadas por esta e outras situações no mundo sugerem, por um lado, a abertura de um novo capítulo na história da muito estimada mas deploravelmente oprimida comunidade Bahá’í dum país no qual a Manifestação de Deus para este Dia residiu por uma década; e, por outro lado, colidiram com os preparativos para a Nona Convenção Internacional no Centro Mundial da nossa Fé. Mas, apesar do desapontamento, não é razão para desânimo. Quando o Plano Maior de Deus interfere com o Seu Plano Menor, não devem subsistir dúvidas de que na devida altura uma porta será providencialmente aberta a uma oportunidade de possibilidades estelares de avanço dos interesses da Sua Causa gloriosa.

As mágoas, medos e perplexidades suscitadas por este último conflito no desfraldar da Paz Menor intensificaram os sentimentos de mágoa e de ultraje perante as actuais crises que agitam o planeta. As ansiedades da população em todo o globo são ainda publicamente evidenciadas em demonstrações tão intensas que não podem ser ignoradas. As questões protestadas e as emoções que suscitam frequentemente adicionam mais caos e confusão àquilo que esperam resolver com tais manifestações. Para os amigos de Deus, existe explicação evidente para o que está a acontecer; só têm que recordar a visão e os princípios oferecidos pela Fé se quiserem responder eficazmente aos desafios colocados pela extensão de angústia e desânimo. Que se esforcem em compreender mais profundamente os Ensinamentos que são relevantes revendo as cartas de Shoghi Effendi que foram publicadas em A Ordem Mundial de Bahá’u’lláh, particularmente aquelas intituladas “O Objectivo da Nova Ordem Mundial”, “América e a Paz Maior” e “O Desfraldar duma Civilização Mundial”.

Enquanto o mundo continua o seu curso tumultuoso, o Plano de 5 Anos atingiu a capacidade operacional que permite à nossa comunidade caminhar a passos largos na direcção do seu maior desígnio de avançar no processo de entrada em grupos. Os pormenores da tão encorajadora situação da Fé nos cinco continentes já foram dados a conhecer na nossa carta de 17 de Janeiro, a qual vos convidamos a estudar adicionalmente. Apenas alguns detalhes chave precisam ser agora sublinhados: 179 países concluíram já a sua divisão em Agrupamentos; existem cerca de 17 000 destes viveiros de expansão. As reuniões de reflexão ao nível dos agrupamentos tornaram-se um meio poderoso de unificação do pensamento e da acção entre instituições e localidades; conferiram um estímulo potente às iniciativas institucionais e individuais num espírito de apoio mútuo. O processo de institutos tem demonstrado de forma ainda mais proeminente do que antes a sua influência como força geradora de expansão e consolidação. As actividades nucleares do Plano atingiram uma escala que supera a do ano passado. Como resultado, em todo o mundo um número crescente de amigos são agora activos no trabalho de ensino e administrativo, demonstrando o contagiante espírito de confiança que inspira o entusiasmo dos seus esforços. Os jovens e as crianças têm sido mais sistematicamente envolvidos nos programas da comunidade, e um maior número de não Bahá’ís têm participado em círculos de estudo, reuniões devocionais e aulas para crianças. É deveras encorajador notar que, no curto período desde o início do Plano, em muitas comunidades onde estas três actividades nucleares eram esporádicas estas passaram a ser elementos regulares e multiplicaram-se. Aqui fica uma imagem instantânea de uma comunidade mundial em movimento e focalizada como nunca antes.

Durante o ano passado, à medida que este padrão de crescimento se tornou mais firmemente enraizado pela operacionalidade do Plano, outros desenvolvimentos importantes ocorriam. Na arena dos assuntos externos, as agências da Comunidade Internacional Bahá’í empreenderam actividades demasiado numerosas e variadas para descrever aqui, e de um efeito colectivo demasiado impressionante para que passe sem qualquer menção. O ponto alto de todas as actividades foi a mensagem que, em Abril último, dirigimos aos lideres religiosos do mundo. Esta conferiu um novo impulso à abordagem adoptada pela comunidade Bahá’í a fim de chamar a atenção dos elementos mais influentes da sociedade para assuntos de importância crítica na garantia da paz no mundo. Através dos esforços coordenados do Departamento de Informação Pública da Comunidade Internacional Bahá’í e da pronta eficiência das Assembleias Espirituais Nacionais, a mensagem foi distribuída num curto espaço de tempo às mais altas esferas e escalões das comunidades religiosas de todo o globo. O propósito da iniciativa é o de levar ao conhecimento de todos os interessados para a necessidade urgente de que os lideres religiosos se debrucem sobre o problema do preconceito religioso, que se está firmemente a tornar um perigo cada vez mais sério ao bem estar da humanidade. As reacções imediatas de muitos dos destinatários indicam que a mensagem está a ser seriamente considerada e que até, nalguns sítios, conferiu uma nova perspectiva a actividades inter-religiosas.

No campo do desenvolvimento social e económico atingimos um ritmo que cunha cada vez mais profundamente os efeitos dos esforços institucionais e individuais quer no desenvolvimento interno da comunidade como da colaboração da comunidade com outros. O Departamento do Desenvolvimento Social e Económico relata que durante o segundo ano do Plano oito novas agências de desenvolvimento de inspiração Bahá’í foram estabelecidas, operando em campos tão diversos como o avanço das mulheres, saúde, agricultura, educação infantil e potenciação da juventude.

Na Terra Santa, a tradução Inglesa da Epístola Árabe de Bahá’u’lláh conhecida como Javáhiru’l-Asrár foi publicada sob o título “Gems of Divine Mysteries”. A restauração da Cela de Bahá’u’lláh na prisão de ‘Akká foi completada, e foi iniciado o trabalho no restante do segundo andar da área da cela. Em contrapartida, na próxima época de peregrinação em Outubro, o número de peregrinos em cada grupo aumentará de 150 para 200.

Além disso, os esforços para desenvolver as instituições que operam no Centro Mundial foram especialmente evidentes na evolução continuada da instituição do Huqúqu’lláh sob a distinta liderança do Fideicomissário, a Mão da Causa de Deus ‘Ali Muhammad Varqá. Através da sua sábia iniciativa e empenho constante, o Dr. Varqá inspirou a educação de todos os amigos na lei do Huqúqu’lláh. Na década desde que esta lei foi universalmente aplicada, foi criada uma rede de corpos nacionais e regionais, a qual fornece coordenação e direcção ao serviço de um número crescente de deputados e representantes. O conhecimento desta maior lei espalhou-se rapidamente, e amigos de todos os continentes estão a responder com um espírito de devoção tal, que os Fideicomissários esperam que esta possa tocar também aqueles que ainda não beneficiaram das bênçãos prometidas que fluem da aderência a esta lei.

Nos cerca de dois anos desde que anunciámos a necessidade especial de apoio financeiro para manter, a um padrão adequado, os edifícios e jardins no Centro Mundial, o Fundo de Dotação para o Centro Mundial foi estabelecido. As contribuições ainda não atingiram um nível equivalente às necessidades anuais. No entanto, sentimo-nos obrigados a pôr de lado cinco milhões de dólares de contribuições recebidas como fundo pré-destinado com vista à constituição de um capital fonte de investimento dedicado ao propósito original. Fizemo-lo recorrendo ao Fundo Internacional Bahá’í a fim de suportar as despesas necessárias, suspendendo actividades noutros campos que teriam continuado em circunstâncias normais.

Estamos encantados em anunciar que, em resposta ao apelo feito pela Assembleia Espiritual Nacional do Chile, 185 desenhos conceptuais foram recebidos de arquitectos e designers de todo o mundo para o Templo Mãe da América do Sul a ser construído em Santiago. Uma escolha final será anunciada na devida altura.

Queridos amigos: Gratos pela evidência sólida do progresso feito em toda a dimensão do planeta, confiamos nas confirmações contínuas do nosso Senhor Supremo aos esforços dedicados que se empreendem no enquadramento do Plano de 5 Anos – um Plano designado para responder às necessidades destes tempos. Que a vossa persistência na sua concretização liberte aquelas forças contidas que, através das graças e favores da Beleza de Abhá, possam fazer avançar a passos largos o processo de entrada em grupos em todos os países.


Table of Contents: Albanian :Arabic :Belarusian :Bulgarian :Chinese_Simplified :Chinese_Traditional :Danish :Dutch :English :French :German :Hungarian :Italian :Japanese :Korean :Latvian :Norwegian :Persian :Polish :Portuguese :Romanian :Russian :Spanish :Swedish :Turkish :Ukrainian :